Ambiente Qual o furacão que se segue? O nome já está escolhido há 64 anos

Qual o furacão que se segue? O nome já está escolhido há 64 anos

Numa altura em que o Irma se aproxima da Florida e que outros dois furacões ganham força no Atlântico, começa já a delinear-se um quarto, de nome Lee. Em plena época de tempestades e ciclones tropicais a evoluírem rapidamente para furacões, o que se sabe sobre os nomes escolhidos para os denominar?
Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters
Carla Pedro 08 de setembro de 2017 às 20:28

Na sexta-feira, 8 de Setembro, quatro furacões avançavam pelo Atlântico: o Irma, de categoria 5 (a mais elevada), acompanhado de perto pelo José (já em categoria 4) e pela Katia. E o Lee começava já a formar-se para se juntar ao restante trio. Isto depois de, em finais de Agosto, o Harvey ter assolado o estado do Texas e devastado sobretudo Houston.

 

Mas como se escolhem os nomes dos furacões do Atlântico, Golfo do México e Caraíbas? Como sabemos que, depois do Lee, vêm a Maria, o Nate e a Ophelia?

 

Todos eles têm nomes já definidos pelo National Hurricane Center, que se sucedem anualmente por ordem alfabética. Se algum for celebrizado pela sua força destruidora, tanto em termos de custos como de perdas de vidas, nunca mais se repetirá esse nome para um furacão. Foi o caso do Katrina, que em finais de Agosto de 2005 assolou Nova Orleães. O ano de 2005 foi, aliás, o que registou furacões mais destruidores, tendo cinco deles sido retirados definitivamente do mapa destas denominações.


Para este ano, a lista de nomes para os furacões do Atlântico conta ainda, depois do Ophelia, com Philippe, Rina, Sean, Tammy, Vince e Whitney.

 

Existem, sublinhe-se, listas para os furacões que se formem noutras regiões do mundo, como o Nordeste do Pacífico.

Desde 1953 que as tempestades tropicais do Atlântico têm nomes provenientes das listas elaboradas pelo National Hurricane Center. Agora são mantidos e actualizados por um comité internacional da Organização Mundial de Meteorologia.

 

Nas primeiras listas só constavam nomes femininos, mas houve imensos protestos por este tipo de calamidades estar associado apenas a mulheres. Assim, a partir de 1979 começaram a ser introduzidos também nomes masculinos, que alternam com os nomes femininos.

São usadas seis listas que estão em constante rotação. Assim, a lista de 2017 voltará a ser usada em 2023.

Além do Katrina, muitos outros nomes já foram retirados desde que estas listas foram criadas. A título de exemplo, na lista de 2007, Dorian substituiu Dean, Fernand substituiu Felix e Nestor substituiu Noel. No ano passado, desapareceram, devido à sua força, o Matthew e o Otto. São nomes que nunca mais estarão associados a furacões.

No caso de uma determinada estação de furacões ter mais de 21 ciclones tropicais na bacia do Atlântico, os que venham a seguir terão nomes do alfabeto grego: Alpha, Beta, Gamma, Delta e assim em diante.

E se acontecer surgir uma tempestade fora da "temporada [estação] dos furacões", receberá o nome que se segue na lista, com base na data de calendário. A título de exemplo, se um ciclone tropical se formar a 28 de Dezembro, receberá o nome da lista da estação anterior. Caso se forme em Fevereiro, terá o nome da lista da temporada subsequente.

Na América do Norte, a estação dos furacões decorre oficialmente entre 1 de Junho e 30 de Novembro.

Os furacões que se seguem

201720182019202020212022
Arlene
Bret
Cindy
Don
Emily
Franklin
Gert
Harvey
Irma
Jose
Katia
Lee
Maria
Nate
Ophelia
Philippe
Rina
Sean
Tammy
Vince
Whitney
Alberto
Beryl
Chris
Debby
Ernesto
Florence
Gordon
Helene
Isaac
Joyce
Kirk
Leslie
Michael
Nadine
Oscar
Patty
Rafael
Sara
Tony
Valerie
William
Andrea
Barry
Chantal
Dorian
Erin
Fernand
Gabrielle
Humberto
Imelda
Jerry
Karen
Lorenzo
Melissa
Nestor
Olga
Pablo
Rebekah
Sebastien
Tanya
Van
Wendy
Arthur
Bertha
Cristobal
Dolly
Edouard
Fay
Gonzalo
Hanna
Isaias
Josephine
Kyle
Laura
Marco
Nana
Omar
Paulette
Rene
Sally
Teddy
Vicky
Wilfred
Ana
Bill
Claudette
Danny
Elsa
Fred
Grace
Henri
Ida
Julian
Kate
Larry
Mindy
Nicholas
Odette
Peter
Rose
Sam
Teresa
Victor
Wanda
Alex
Bonnie
Colin
Danielle
Earl
Fiona
Gaston
Hermine
Ian
Julia
Karl
Lisa
Martin
Nicole
Owen
Paula
Richard
Shary
Tobias
Virginie
Walter

Fonte: Nation Hurricane Center


Nomes de furacões do Atlântico que foram eliminados

Ano a ano

 

1954
Carol
Hazel

1955
Connie
Diane
Ione
Janet

1956 

1957
Audrey

1958 

1959 

1960
Donna

1961
Carla
Hattie

1962 

1963
Flora

1964
Cleo
Dora
Hilda

1965
Betsy

1966
Inez

1967
Beulah

1968
Edna

1969
Camille

1970
Celia

1971 

1972
Agnes

1973 

1974
Carmen
Fifi

1975
Eloise

1976 

1977
Anita

1978 

1979
David
Frederic

1980
Allen

1981 

1982 

1983
Alicia

1984 

1985
Elena
Gloria

1986 

1987 

1988
Gilbert
Joan

1989
Hugo

1990
Diana
Klaus

1991
Bob

1992
Andrew

1993 

1994 

1995
Luis
Marilyn
Opal
Roxanne

1996
Cesar
Fran
Hortense

1997 

1998
Georges
Mitch

1999
Floyd
Lenny

2000
Keith

2001
Allison
Iris
Michelle

2002
Isidore
Lili

2003
Fabian
Isabel
Juan

2004
Charley
Frances
Ivan
Jeanne

2005
Dennis
Katrina
Rita
Stan
Wilma

2006 

2007
Dean
Felix
Noel

2008
Gustav
Ike
Paloma

2009

2010
Igor
Tomas

2011
Irene

2012
Sandy

2013
Ingrid

2014 

2015
Erika
Joaquin

2016
Matthew
Otto

Fonte: Nation Hurricane Center







A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 09.09.2017

Chama-se Semear com antecedencia.

Antunes 08.09.2017

Deveras interessante ò "Negócios"!
Agora que as troikas e afins são cada vez mais coisas do passado também vocês têm que começar a olhar para outros assuntos para se manterem relevantes, é assim mesmo.
Ou então saiam da vossa zona de conforto e vão colher framboesas para o Alqueva.

pub