Emprego Quem rescindir vai ser avisado que tem sete dias para se arrepender
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Quem rescindir vai ser avisado que tem sete dias para se arrepender

A partir de Outubro, os acordos de revogação de contrato de trabalho vão ter de referir que o trabalhador tem sete dias para voltar atrás. A alteração à lei está no diploma que combate o assédio, mas abrange as rescisões que resultem de qualquer outro motivo.
Quem rescindir vai ser avisado que tem sete dias para se arrepender
Miguel Baltazar/Negócios
Catarina Almeida Pereira 03 de setembro de 2017 às 22:30

Se boa parte dos trabalhadores que assinam uma rescisão por acordo não sabem que têm sete dias para se arrepender, como reconhecem os advogados, a partir de Outubro isso pode mudar. Os acordos de revogação de contrato

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
manuelfaf 04.09.2017

Não estou a perceber. Arrependimento em casos de assédio... O trabalhador tem o especial favor de se arrepender e voltar para a empresa onde os superiores hierárquicos cometeram o crime de assédio... Devem estar a brincar...
Isto não está relacionado com o regressar ao emprego ou não, o mais relevante é responsabilizar criminalmente esses delinquentes.
E que tal sermos sérios e rigorosos, não pode haver perdão para este tipo de crime. Se for provado que o acto foi provocado por indicações a um nível mais elevado a cabeça tem de cair.
Enquanto uns estiverem acima da lei e os deixaram assim actuar, Portugal nunca vai ao sítio.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub