Economia Rajoy: Espanha "não está à beira do abismo" e vai ultrapassar a "tormenta"

Rajoy: Espanha "não está à beira do abismo" e vai ultrapassar a "tormenta"

"A Espanha vai sair da tormenta com esforços próprios e com o apoio dos nossos parceiros comunitários", afirmou o governante, advertindo que não está em jogo apenas o futuro económico de Espanha, mas a continuação da união monetária europeia.
Lusa 02 de Junho de 2012 às 18:44
O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, lançou hoje uma mensagem de serenidade face às dificuldades que o país atravessa e assegurou que Espanha "não está à beira do abismo" e vai ultrapassar a "tormenta".

Falando numa conferência em Sitges, perto de Barcelona, Rajoy referiu-se à situação económica de Espanha afirmando que o "país é bastante sólido" e que apesar de não estar numa situação muito favorável, também não está "em vésperas de um cataclismo".

"A Espanha vai sair da tormenta com esforços próprios e com o apoio dos nossos parceiros comunitários", afirmou o governante, advertindo que não está em jogo apenas o futuro económico de Espanha, mas a continuação da união monetária europeia.

Rajoy afirmou que o Governo está perfeitamente consciente do que ocorre e do que deve ser feito para enfrentar a crise.

"A nossa convicção é que a Espanha e a união monetária, unidos, com ruídos ou sem ruídos, vão sair desta tempestade e deixar a crise para trás", disse o primeiro-ministro.

O governo espanhol está a impulsionar uma série de reformas estruturais para fazer frente à situação, mas está também "firmemente comprometido" com o processo de consolidação fiscal que a Europa exige.

Rajoy pediu à União Europeia "tempo suficiente" para que a aplicação das reformas dê frutos e para garantir a liquidez necessária de forma a permitir reduzir os riscos atuais e assegurar a credibilidade da moeda.





A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
p2r_p4r 04.06.2012

El Pinocchio nuestro heramano.

Não interessa se se diz socialista ou liberal. No fundo, todos os políticos são Sócrates.

Vamos ver que Aljubarrota não passou dum acidente de percurso.
Vamos ver se os espanhóis se deixam sodomizar como os portugueses e se ainda agradecem, como se faz aqui.

1ab 03.06.2012

Foram estas as palavras do Papadreau e mais tarde de Sócrates (não me lembro de quem foram as da Irlanda) e o fim foi o que todos conhecemos!..... portanto está para muito breve o pedido da Espanha.

VLAD TEPES 03.06.2012

A Espanha não está à beira do abismo...já lá caíu e vai ter de mendigar a ajuda da Troika.

hlxv 03.06.2012

A NOSOTROS NO MARIANO!!!
VAI CONTAR ESSA HISTÓRIA AOS TÓTOS DOS ESPANHOIS.
CÁ, ESSA JÁ NÃO PEGA, JÁ OUVIMOS ESSA HIST´RIA E SABEMOS COMO ACABOU.

PORTUGAL NO PRESENTE É A ESPANHA NO FUTURO - IF YOU KNOW WHAT I MEAN!!

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub