Orçamento do Estado Recibos verdes enfrentam uma pequena revolução no IRS
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Recibos verdes enfrentam uma pequena revolução no IRS

Num orçamento simpático, no qual praticamente só se distribuem boas notícias, a alteração do regime simplificado em IRS está a gerar controvérsia. Quem tem rendimentos médios e altos tem de provar que tem despesas para abater no IRS.
Recibos verdes enfrentam uma pequena revolução no IRS
Miguel Baltazar/Negócios
Elisabete Miranda 15 de outubro de 2017 às 22:30

Ainda a proposta de Orçamento do Estado não tinha sido apresentada e já a alteração às regras do regime simplificado do IRS gerava indignação entre advogados e consultores. A medida vem exigir que )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
RF Há 1 dia

Manuela Ferreira Leite (PSD) criou o simplificado, este Governo vem obrigar a andar outra vez com facturas e complica vida aos Falsos Recibos Verdes. Tudo o que o português médio ganha é gasto em supermercado, renda casa, filhos, transporte,Seg Social. O Estado pelo IVA no consumo já recebe tudo.

Anónimo Há 1 dia

Não faz sentido nenhum que só os custos no e-factura sejam dedutíveis! Então e os custos que, pela sua natureza, não sejam suportados por factura, não descontam ao lucro? Exemplos: amortização de equipamentos, segurança social do independente, custos de pessoal, juros, rendas suportadas....

Anónimo Há 2 dias

Este orçamento é anti constitucional pois descrimina portugueses em relação a outros. A oposição que o mande para o tribunal constitucional.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub