Economia Recuperação de dois terços das habitações afectadas pelos incêndios avançam de imediato

Recuperação de dois terços das habitações afectadas pelos incêndios avançam de imediato

As obras de recuperação cujo custos não supere os 5.000 euros vão arrancar já, com o Estado a comparticipar 100%.
Recuperação de dois terços das habitações afectadas pelos incêndios avançam de imediato
Bruno Simão/Negócios
Lusa 08 de julho de 2017 às 13:29

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas anunciou este sábado, 8 de Julho, em Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, que a recuperação de dois terços das casas de primeira habitação afectadas pelos incêndios de Pedrógão Grande e Góis vão avançar de imediato.

"As obras até cinco mil euros, e são várias, vão avançar de imediato. As famílias têm de apresentar os documentos de candidatura, que podem ser apresentados posteriormente, para não ficarem à espera, um orçamento e a factura de execução, que será comparticipada a 100%", disse Pedro Marques, no final de uma reunião com os presidentes dos sete municípios afectados.

Segundo o governante, nos sete concelhos atingidos pelos fogos - Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Penela, Góis, Pampilhosa da Serra e Sertã - estão identificadas 205 intervenções em casas de primeira habitação, das quais dois terços respeitam a obras de recuperação que não ultrapassam os 5.000 euros.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub