Economia Reforma das florestas não está “esgotada” mas já tem aval de Marcelo

Reforma das florestas não está “esgotada” mas já tem aval de Marcelo

O Presidente da República deu esta terça-feira, 8 de Agosto, luz verde aos diplomas da reforma da legislação para as florestas, mas deixou um alerta: estes diplomas “estão longe de esgotar” tudo o que pode ser feito. E apenas um não suscitou reparos.
Reforma das florestas não está “esgotada” mas já tem aval de Marcelo
Filomena Lança 08 de agosto de 2017 às 12:44

Apesar de o conjunto de diplomas que constitui, para já, a reforma da legislação das florestas estar "longe de esgotar todas as actuações dos poderes públicos" neste domínio e de "apenas um deles – o do cadastro – não suscitar reparos", o Presidente da República decidiu dar luz verde aos três diplomas que integram o pacote apresentado pelo Governo e que foram aprovados no Parlamento a 19 de Julho, na última reunião plenária desta sessão legislativa.

 

Numa nota publicada esta terça-feira, 8 de Agosto, na página oficial da Presidência, sublinha-se que, para a sua decisão, Marcelo atendeu "ao esforço de enquadramento jurídico e de ensaio de novas pistas para enfrentar antigos e não ultrapassados problemas". E o Presidente sublinha, ainda, o "longo processo de elaboração" destes diplomas, "iniciado em Outubro de 2016 e acelerado em Junho deste ano, perante o dramatismo da realidade vivida" com os incêndios ocorridos em Pedrógão Grande.

 

Nessa altura, aliás, foi o próprio chefe de Estado a apelar a que os deputados tudo fizessem para que a reforma das florestas saísse do papel ainda antes das férias do Parlamento, onde estava parada havia largos meses.

 

E um dos diplomas agora promulgados é o que cria um sistema de informação cadastral simplificada, que vai avançar em projecto-piloto em dez concelhos do norte do país, sete dos quais atingidos pelos fogos florestais de Junho. Este é, como referido, o único que não merece quaisquer reparos por parte do Presidente.

 

Foi também dado aval às alteração ao Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios e ao regime jurídico aplicável às acções de arborização e rearborização. Este último, recorde-se, foi particularmente polémico durante o processo legislativo, dadas as limitações impostas à produção de eucalipto.

 

Na mesma leva, o Presidente promulgou ainda o diploma que estabelece o regime aplicável aos baldios e aos demais meios de produção comunitários.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga 08.08.2017

....
E ainda existe floresta cá na CAGADEIR*A da Europa?!

Sitio de TRAPMA!
Politiqueiros de TRAMPA!

pub
pub
pub
pub