Américas Reforma fiscal de Trump aprovada

Reforma fiscal de Trump aprovada

É a primeira grande vitória do presidente norte-americano que viu esta madrugada o senado aprovar a sua radical reforma fiscal.
Reforma fiscal de Trump aprovada
Negócios com Lusa 02 de dezembro de 2017 às 10:19
O Senado dos Estados Unidos aprovou hoje de madrugada a reforma fiscal promovida pelo Presidente Donald Trump, que representa a maior descida de impostos dos últimos 30 anos, mas também um aumento importante do défice orçamental.

A Câmara Alta aprovou a sua versão com 51 votos a favor, todos de senadores republicanos, e 49 contra.


Está, assim, aberto o caminho para a maior mexida nas regras fiscais norte-americanas desde os anos 80 e igualmente para a primeira grande vitória da administração Trump, que fez desta reforma uma das suas principais promessas de campanha no ano passado.

Os líderes republicanos no Senado terão agora de conciliar o texto aprovado hoje com os colegas da Câmara Baixa, que têm a sua própria versão, antes que Trump possa promulgar a reforma fiscal. Está ainda por definir quando é que as medidas ali previstas entrarão em vigor.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

E o Jornal de Negócios deixou passar em branco os 6000 despedimentos anunciados pelo Nordea da Escandinávia, esse lugar "socialista" defensor do sindicalismo marxista, da ditadura do proletariado, e do trabalho excedentário para a vida a qualquer custo? Aqui fica mais uma ajudinha pro bono publico... e já agora, contratem mais e melhores freelancers disponíveis no mercado. https://www.bloomberg.com/news/articles/2017-12-01/nordea-bank-s-6-000-job-cuts-are-just-the-beginning-union-says

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

O jdn não elimina os comentários de "Pretoguês" porquê? Comentários que são uma autêntica vergonha! Como é que em pleno séc XXI é possível tão elevado grau de analfabetismo?

Sarapitolas Há 1 semana

Republicano do Havaí tem toda a razão.
Isto está tudo encaminhado para uma guerra nuclear desencadiada por este senhor de direita que o povo americano com a ajuda dos russos elegeu.
Duvido que este presidente que é o que tem menos popularidade de sempre não faça a guerra antes de acabar mandato.

republicano do havai Há 1 semana

E um aumento importante do défice orçamenta.Descem os impostos das empresas para meter USDs nos bolsos dos ricalhões! O povo americano a seguir pagará tudo. E os chineses que lá vão emprestando para colocarem o seu dinheiro do dumping exportador... Até um dia, mas nesse dia têm as bombas nucleares..

Anónimo Há 1 semana

O que vai acontecer é muito investimento sair da UE em direção aos USA.

ver mais comentários
pub