Ajuda Externa Regling diz que Grécia não necessita de todo o dinheiro do terceiro resgate

Regling diz que Grécia não necessita de todo o dinheiro do terceiro resgate

O Governo grego não necessita de parte do dinheiro do terceiro resgate, afirmou o presidente do Mecanismo Europeu de Estabilidade, Klaus Regling, em declarações publicadas este domingo no jornal alemão Handelsblatt.
Regling diz que Grécia não necessita de todo o dinheiro do terceiro resgate
Bloomberg
Lusa 26 de novembro de 2017 às 17:54

"Ficamos satisfeitos por verificar que o total do empréstimo à Grécia pode ficar claramente abaixo do máximo estabelecido de 86 mil milhões de euros", assegurou Regling num excerto de uma entrevista que será divulgada na íntegra na segunda-feira.

 

A Grécia pode usar parte da verba restante para devolver dinheiro aos credores, caso tenha implementado todas as reformas acordadas, indicou o responsável alemão.

 

O terceiro programa de assistência financeira à Grécia deverá terminar no Verão de 2018 e está previsto que na segunda-feira se desloque de novo a Atenas uma delegação da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu (BCE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) para analisar a evolução das contas públicas da Grécia.

 

"Após grandes atrasos nas duas primeiras avaliações do programa, esperamos agora que a parte grega tenha feito o trabalho prévio para a terceira avaliação", afirmou Regling.

 

No próximo dia 4 de Dezembro, o Eurogrupo volta a analisar a situação financeira da Grécia, numa reunião em Bruxelas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub