Política Monetária Responsáveis da Fed divididos sobre subida de juros em Dezembro

Responsáveis da Fed divididos sobre subida de juros em Dezembro

A inflação persistentemente baixa nos Estados Unidos gerou divisões entre os responsáveis da Reserva Federal, revelam as minutas da última reunião do banco central.
Responsáveis da Fed divididos sobre subida de juros em Dezembro
Bloomberg
Nuno Carregueiro 11 de outubro de 2017 às 19:31

A Reserva Federal sinalizou na última reunião que o banco central estava pronto para agravar a taxa de juro pela terceira vez este ano em Dezembro, mas o tema gerou divisões entre os responsáveis do banco central.

 

Muitos responsáveis "expressaram preocupações que o baixo nível da inflação este ano possa reflectir não só factores transitórios, mas também a influência de desenvolvimentos que podem ser mais persistentes", revelam as minutas da reunião de 19 e 20 de Setembro.

 

Foram assim vários os responsáveis da Fed que assinalaram que uma nova subida das taxas de juro "dependerá se os próximos indicadores económicos reforçarem a confiança na subida da inflação" para valores próximos na meta dos 2%.

 

Antes da Fed ter revelado estas minutas, o mercado estava a atribuir uma probabilidade de 78% a uma subida da taxa de juro de referência na reunião de 12 e 13 de Dezembro. Uma expectativa que pode agora ser revista em baixa, já que a própria Fed reconhece que alguns responsáveis pedem "paciência" na política de remoção de estímulos monetários, até ser possível ter uma visão mais clara sobre o rumo da inflação.

 

Os valores persistentemente reduzidos da inflação nos EUA têm marcado o debate sobre a política monetária no país, já que muitos temem que um agravamento dos juros pressione ainda mais a inflação, apesar de a economia continuar a dar sinais positivos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub