LEX Retrato anual das sociedades de advogados vai para a 12.ª edição
LEX

Retrato anual das sociedades de advogados vai para a 12.ª edição

O anuário In-Lex, que retrata o mercado português da advocacia vocacionada para as empresas, terá o lançamento da sua 12.ª edição no início de 2017. João Moura, editor deste projecto realizado em parceria com o Negócios, espera, "uma vez mais, uma representação muito forte e viva do sector”.
Retrato anual das sociedades de advogados vai para a 12.ª edição
Negócios 29 de Novembro de 2016 às 17:28

O Anuário das Sociedades de Advogados "In-Lex", projecto desenvolvido em parceria com o Negócios, chega em 2017 à 12.ª edição. Com lançamento agendado para o início do próximo ano, o directório entrou na fase final de preparação e, de acordo com João Moura, editor desta publicação, contará, "uma vez mais", com "uma forte representação do sector".

Pese embora a grande maioria das principais sociedades de advogados tenham os respectivos escritórios-sede localizados em Lisboa e no Porto, a edição de 2017 do "In-Lex" terá, segundo o seu editor, uma representatividade de âmbito nacional. Entre as firmas de advocacia que se associaram a este projecto, registam-se presenças de Norte a Sul de Portugal continental, mas também das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

"Pelo 12.º ano consecutivo, o ‘In-Lex’ vai ser o directório das sociedades de advogados de Portugal com maior representatividade a nível nacional", afiança João Moura, lembrando que "já aderiram um total de 137 sociedades", facto que, adianta, permite "antecipar, uma vez mais, uma edição com uma representação muito forte e viva do sector".

Fruto de uma parceria com o Negócios, o próximo número deste anuário sectorial irá ser distribuído em banca em Fevereiro de 2017 e contará também, como habitualmente, com uma edição online [para aceder através do endereço www.in-lex.pt] e uma versão e-paper.

Com uma estreita ligação ao mundo académico – em especial às faculdades de Direito – e ao sector empresarial, esta publicação, que permite espelhar a realidade do mercado dos prestadores de serviços jurídicos a empresas, representou na edição de 2016 um universo profissional que ultrapassou os 3.300 advogados.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub