Política Rio defende um "novo 25 de Abril" civil para revitalizar a democracia

Rio defende um "novo 25 de Abril" civil para revitalizar a democracia

O candidato à liderança do PSD Rui Rio defendeu hoje que Portugal precisa de "um novo 25 de Abril", não militar mas civil, para "dar à democracia a vitalidade que precisa" e que considera ter perdido.  
Rio defende um "novo 25 de Abril" civil para revitalizar a democracia
Lusa 29 de novembro de 2017 às 20:38

Na apresentação da sua Comissão de Honra, perante uma sala cheia num hotel de Lisboa, o antigo autarca do Porto voltou a defender como um dos pilares do seu programa político uma reforma do regime, lembrando que este tem 41 anos (referindo-se à aprovação da Constituição em 1976), os mesmos que o Estado Novo quando ruiu "com um encontrãozito".

 

"Acho que nós precisamos de um novo 25 de Abril, não um 25 de Abril militar, mas um 25 de Abril civil e reformista. Estamos em hora de revisitar o 25 de Abril para dar à democracia a vitalidade que ela precisa", defendeu.

 

Para Rui Rio, era impossível que o actual regime mantivesse a mesma vitalidade numa sociedade que mudou muito nas últimas quatro décadas e salientou que o que está em crise é mais a substância da democracia que os seus formalismos.

 

"Se não ajustarmos o regime a esta sociedade só por milagre teremos as pessoas de braço dado com o regime e não afastadas como estão", afirmou, dizendo que este afastamento se sente não só na política, mas também na justiça ou nas relações de poder.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias

O (P.S.D & P.S) AMBOS PARTIDOS CONCORDAM REDUZIR O NUMERO DE DEPUTADOS NO PARLAMENTO.
- TAMBÉM PODER VOTAR NO "DEPUTADO DO PARTIDO" E NÃO NA "COR DO PARTIDO".
- SOMENTE O "COSTA & RIO” NÃO QUEREM.
SE ELES "COSTA & RIO" NÃO QUEREM...VOTAR SEMPRE CONTRA ELES ...
O POVO DEVIA VOTAR SEMPRE CONTRA

Criador de Touros Há 1 semana

Conversa da treta de Rio. A constituição portuguesa de esquerda não permite manobras. Rio não percebe nada disto ou quer fazer dos outros parvos.

Anónimo Há 1 semana

Rio se precisares de um ideólogo, conta comigo.

1ª dica :
Introdução de círculos uninominais com vista a representação parlamentar de cidadãos fora dos partidos, pelo menos um por distrito e concelho respectivamente.
A democracia agradece.

Aliança povo/MFA Há 1 semana

Ora gaita o regresso ao 25 A está a acontecer com a governance do Costa e a vontade nacionalizadora do PC e Blok aliada com os PSoares. Se falasse no regresso ao 25Nov ainda se podia aproveitar qualquer coisa .Pensa este q alterar a constituição é fácil quando há anos que se zomba da sua pinta