Política Rio diz que actual Governo vai ter oposição firme mas não populista

Rio diz que actual Governo vai ter oposição firme mas não populista

Rui Rio afirmou este sábado que seguirá o legado deixado por Francisco Sá Carneiro e avisou que o actual Governo terá com a nova liderança do PSD uma "oposição firme e atenta", mas "não demagógica ou populista".
Rio diz que actual Governo vai ter oposição firme mas não populista
Fernando Veludo/Lusa
Lusa 13 de janeiro de 2018 às 23:49

No seu discurso de vitória nas eleições directas para a liderança social-democrata, em que elogiou o ainda presidente Pedro Passos Coelho, Rui Rio disse que sempre se guiou pelos ideais do fundador do PSD, Sá Carneiro, e que é essa "a bússola" que vai "continuar a seguir como meta".

 

O partido, disse, "não foi fundado para ser um clube de amigos ou uma agremiação de interesses ou de grupos".

 

Segundo Rui Rio, o PSD apresentar-se-á depois do congresso do partido, em Fevereiro, como "alternativa de governo à actual frente de esquerda que se formou". "Alternativa capaz de dar a Portugal uma governação mais firme e corajosa, capaz de enfrentar grandes problemas estruturais", bem como capaz de "restituir a vontade, a alma e a esperança", vincou.

 

O ex-presidente da Câmara do Porto agradeceu a todos os militantes que votaram em si, a quem esteve a seu lado nestes três meses e ao seu adversário nas directas, Pedro Santana Lopes, que "com generosidade e empenho se apresentou a estas eleições, permitindo assim um confronto de ideias que não só valorizam esta vitória como enriquecem os objectivos comuns".




pub