Economia Robôs vão tirar empregos a 800 milhões de pessoas até 2030

Robôs vão tirar empregos a 800 milhões de pessoas até 2030

Cerca de 800 milhões de trabalhadores de todo o mundo poderão perder os seus empregos para os robôs e para a automação até 2030, o equivalente a mais de um quinto da força de trabalho mundial actual.
Robôs vão tirar empregos a 800 milhões de pessoas até 2030
Bruno Simão/Negócios
Bloomberg 02 de dezembro de 2017 às 10:30

Esta é a conclusão de um novo relatório que abrange 46 países e mais de 800 funções elaborado pelo braço de research da McKinsey & Co.

                                                                 

A empresa de consultoria revelou que serão afectados países desenvolvidos e emergentes. Operadores de máquinas, trabalhadores do sector de fast-food e funcionários administrativos estão entre os que serão mais afectados se a automação se espalhar rapidamente pelos ambientes de trabalho.

 

Mesmo que a ascensão dos robôs não seja assim tão rápida, cerca de 400 milhões de trabalhadores ainda poderão acabar deslocados pela automação e precisarão de encontrar novos empregos nos próximos 13 anos, concluiu o estudo do McKinsey Global Institute.

 

A boa notícia para os deslocados é que haverá empregos de transição, mas em muitos casos será preciso aprender novas funções para realizar o trabalho. Entre esses empregos estão as funções de prestadores de serviços de saúde para a população idosa, especialistas em tecnologia e até jardineiros, segundo o relatório.

 

"Todos nós vamos ter que mudar e aprender a fazer coisas novas com o tempo", disse Michael Chui, sócio do instituto em São Francisco, em entrevista.

 

(Texto original: Robots Are Coming for Jobs of as Many as 800 Million Worldwide)




A sua opinião29
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Tudo será mais barato. O valor de um RSI dará para fazer uma vida de classe média baixa segundo os padrões actuais. Quem quiser mais luxos e acumular riqueza para si e para os seus terá que saber inovar, investir ou empreender. A justiça social assente na meritocracia, tal como a igualdade de oportunidades, sempre moldadas à imagem das reais forças de mercado e não à imagem de outras forças muito obscuras que distorcem os mercados, serão finalmente uma realidade em todo o seu esplendor. A criação de valor atingirá níveis nunca antes alcançados. O sofrimento será reduzido ao mínimo. É novo paradigma win-win.

comentários mais recentes
Video explica porque desta vez é diferente esta qu Há 5 dias

https://www.youtube.com/watch?v=swB7Ivct8d8 . Além do video, a minha opinião passa sempre pela "Pirâmide das Necessidades". Todo o desenvolvimento é bom não afectando para toda a humanidade a base da Pirâmide. Mas para 7Giga Pessoas é preciso muita Educação sobre o control do crescimento e ambiente

anonimo Há 1 semana

Rápidamente se irá ajustar o horário de trabalho. Trabalhamos 8 horas dia à muitas muitas décadas. chegou o momento e as condições para se trabalhar 6h. É só ajustar a economia. Não se pode ter medo do progresso.
Eu vejo bem que em vez de ter 3 turnos de 8 horas, passaremos a 4 de 6h. Fácil

Anónimo Há 1 semana

Comparando com a crise de 2007 (pequena em relação a próxima). Sem consumidores, a próxima vai ser "Colossal "!!! No séc. XIX os U.S.A. teve uma crise de 4 décadas, e a próxima a nível mundial? 5/6? Lá vai a Banca, empresas, estados e tudo o resto ao charco. . .viva a ganância levada ao extremo!

Anónimo Há 1 semana

É preciso que até lá morra mil milhões de pessoas. A seguir a diminuição da população do planeta deverá ser reduzida para 40% da actual.

ver mais comentários