Política Rui Rio agradece aos militantes e pede "grande sinal de unidade"

Rui Rio agradece aos militantes e pede "grande sinal de unidade"

Numa mensagem enviada aos militantes sociais-democratas, o novo presidente do partido agradeceu a "confiança" e pediu "grande unidade" do PSD para enfrentar o futuro.
Rui Rio agradece aos militantes e pede "grande sinal de unidade"
Ricardo Jr/Cofina
Lusa 16 de janeiro de 2018 às 15:34
O presidente eleito do PSD, Rui Rio, escreveu aos militantes do partido, a quem agradeceu "a confiança, empenho e entusiasmo" nas eleições directas de sábado, e apelou a um "grande sinal de unidade".

"Conto com a colaboração de todos para dar, desde já, um grande sinal de unidade, relembrando a histórica frase que marca a história do partido: 'Hoje somos muitos, amanhã seremos milhões", escreve Rio, recordando um 'slogan' da autoria do antigo presidente do PSD Carlos Mota Pinto, num email enviado na segunda-feira à noite aos militantes e a que a Lusa teve hoje acesso.

Rui Rio, que tomará posse no Congresso que se realiza entre 16 e 18 de Fevereiro, em Lisboa, agradeceu a "todos os militantes a confiança, empenho e entusiasmo que colocaram nesta eleição para a presidência do Partido Social Democrata".

"Hoje, estamos mais unidos e mais fortes para iniciar um novo ciclo político no partido e no país", refere, salientando que "a proximidade aos militantes e à sociedade em geral" será uma das suas prioridades para "reforçar e renovar a militância, o debate de ideias e a participação activa num projecto alternativo para liderar Portugal".

Rui Rio salienta o objectivo de o PSD "voltar a ser o partido mais português de Portugal" e pede aos militantes que, até ao Congresso, lhe enviem contributos e pedidos de esclarecimento pelo endereço electrónico que serviu de apoio à campanha.

Rui Rio venceu no sábado as eleições directas no PSD e será o 18.º presidente do partido: segundo os resultados provisórios, Rio, com 22.611 votos e 54,37%, ganhou com uma vantagem de 3.617 votos sobre Santana, que recolheu 18.974 (45,63%).



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
PPC disse q cortava nas gorduras! E quais foram? Há 1 semana

O erro de PPC foi cortar as migalhas q pouco renderam mas criaram um ódio visceral e muitos não lhe deram o voto. Complemento solidário de idosos, sobretaxa no IRS, no ano 2012 cortou os 2 subsídios, aumentou brutalmente a ADSE e cortou o acesso às mulheres q trabalhavam. PPC nunca mais vá para PQP

Carlos ahhahahahahahaha Há 1 semana

Saia miséria para o Carlos, é fazer-lhe a vontade. Eu não prescindo de viver bem mas há sempre os amantes da desgraça só para poderem queixar-se e falar mal. É o típico perfil do esquizofrénico que não se importa de passar fome desde que os outros tenham também fome. Eu atiro-te as cascas da lagosta

Carlos Há 1 semana

Quero o PSD unido. Quero o PSD e o CDS de volta ao governo para voltarem a aumentar os impostos e reduzirem os salários. Quero que me voltem a cortar o subsídio de natal. Quero que a minha renda aumenta 50%. Quero o PSD para salvar este país. Não importa que com isso eu caia na miséria, se for para bem do país, sacrifico-me, pelo futuro, pelos filhos dos dirigentes do PSD e pelos netos também.

Saber mais e Alertas
pub