Mundo Rússia diz ter matado líder do grupo extremista Estado Islâmico

Rússia diz ter matado líder do grupo extremista Estado Islâmico

A Rússia disse hoje ter matado o líder do Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, num ataque aéreo a um local onde estavam reunidos líderes do grupo extremista, em Raqqa, na Síria.
Rússia diz ter matado líder do grupo extremista Estado Islâmico
Reuters
Lusa 16 de junho de 2017 às 09:28

Segundo o Ministério da Defesa russo, o líder do EI foi morto no final de Maio juntamente com outros altos dirigentes do grupo.

 

Se se confirmar esta morte, será um grande sucesso para a Rússia, que lidera uma acção militar em apoio ao Presidente sírio, Bashar al-Assad, desde Setembro de 2015.

 

O ministério referiu que o ataque aéreo se realizou a 28 de maio, teve como alvo o local onde decorria uma reunião do EI, nos arredores de Raqqa, na Síria, e terá provocado a morte a 30 responsáveis do grupo e a outros 300 combatentes.

 

"De acordo com a informação, que está a ser verificada através de vários canais, o líder do EI Abu Bakr al-Baghdadi também estava nessa reunião e foi morto no ataque aéreo", acrescentou o ministério russo.

 

A mesma fonte referiu que avisou os Estados Unidos do ataque, acrescentando que entre os líderes do EI estavam Abi al-Khadji al-Mysri, Ibrahim al-Naef al-Khadj e Suleiman al-Shauah.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.06.2017

Hoje mais do que nunca o Mundo precisa de normalidade, progresso e respeito pelas pessoas, sejam elas brancas, negras ou amarelas, e acreditem ou não no Alá ou em outro Deus qualquer. A serpente venenosa do deserto deve ser varrida do local aonde se encontra escondida, para voltar haver paz.

Conselheiro de Trump 16.06.2017

O IS e como os armenios.Os armenios sao todos patroes,eles ate se do ao luxo de serem sindicatos singulares.

Saber mais e Alertas
pub