Economia Salário mínimo aumenta 50% na Venezuela

Salário mínimo aumenta 50% na Venezuela

Segundo Nicolás Maduro, o salário mínimo dos venezuelanos passa ser de 40.638 bolívares, que correspondem a aproximadamente 57,23 euros, à taxa de câmbio oficial Simadi, a mais alta do país.
Salário mínimo aumenta 50% na Venezuela
Reuters
Lusa 09 de janeiro de 2017 às 15:28
O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou no domingo um aumento de 50% no valor do salário mínimo dos trabalhadores, que será efectivo a partir deste mês.

"Para arrancar o ano decidi realizar um aumento salarial e de pensões. Este será, se tivermos em conta o aumento de Janeiro do ano passado, o quinto aumento num ano", disse.

O anúncio teve lugar durante o programa radiofónico e televisivo "Em Contacto com Maduro", transmitido pela rádio e televisão estatal venezuelana.

Segundo Nicolás Maduro, o salário mínimo dos venezuelanos passa ser de 40.638 bolívares, que correspondem a aproximadamente 57,23 euros, à taxa de câmbio oficial Simadi, a mais alta do país.

Além do salário mínimo, os venezuelanos receberão mensalmente a quantia de 63.720 (89,74 euros) bolívares por subsídio de alimentação, totalizando 104.358 bolívares em ingressos mensais (146,98 euros).

O novo aumento tem lugar naquele que é o segundo ano oficial de crise económica, agravada pela descida dos preços internacionais do petróleo, fonte de 96% dos ingressos da Venezuela.

Apesar do Banco Central da Venezuela não ter divulgado os dados oficiais da inflação, várias fontes dão conta de que em 2016 o índice de preços ao consumidor terá subido mais de 500%.

Por outro lado o Fundo Monetário Internacional actualizou recentemente as suas previsões para a Venezuela, dando conta que a inflação poderá rondar os 1.700%, inferior aos 2.000% que alguns economistas projectam.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pois Há 2 semanas

lá esta o gajo de pijama

Gatunos Há 2 semanas

Este grande GATUNO do Maduro, aumenta o salario mínimo em 50% mas a inflação foi de 100%, ou seja os trabalhadores perderam 50% dos seus salarios.

Anónimo Há 2 semanas

Valente Mugabe do petroleo.Estao igualzinhos a ninhada do largo,nem papel para limpar as bentas depois das necessidades tem.socialismo impolgante.

pub