Orçamento do Estado Salários até 925 euros podem deixar de pagar IRS

Salários até 925 euros podem deixar de pagar IRS

Segundo a edição do Jornal de Notícias deste domingo, este é um dos resultados de propostas do PCP para o Orçamento do Estado do próximo ano.
Salários até 925 euros podem deixar de pagar IRS
Bruno Simão
Negócios 08 de outubro de 2017 às 11:49
Os portugueses que ganhem, em termos brutos, até 925 euros por mês e atinjam ao longo do ano o valor máximo das deduções específicas poderão na prática deixar de pagar IRS.

Segundo a edição deste domingo do JN, na base da subida está o aumento de 8.500 para 8.850 euros anuais no valor mínimo a partir do qual os contribuintes passam a pagar impostos sobre o rendimento (um valor já conhecido no início de Setembro, aquando do anúncio do chamado mínimo de existência), que garante que nenhum contribuinte aufere anualmente menos de 8.850 euros.

Tomando em conta este valor, explicam as mesmas fontes ao JN, se as deduções máximas específicas para esses trabalhadores atingirem os 4.100 euros, a tributação de rendimentos anuais alcançará os 12.950 euros, correspondendo aos 925 euros por mês referidos.

Este é, segundo o periódico, um dos resultados das negociações entre o Partido Comunista Português e o Governo para o Orçamento do Estado de 2018. O jornal refere ainda que esta alteração vai permitir um aumento da quantidade de pessoas que serão reembolsadas na totalidade aquando desse acerto de contas.

Apesar de a medida poder entrar em vigor em 2018, os contribuintes só veriam efeito nos seus bolsos no ano seguinte. Depois da retenção mensal de IRS no ano que vem, o acerto de contas e o reembolso só será feito em 2019.

O valor, porém - referem fontes comunistas ao periódico - pode não ficar por aí. O partido liderado por Jerónimo de Sousa quer elevar o alívio fiscal para ordenados até aos 960 euros.



A sua opinião22
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 08.10.2017

Economia paralela cerca de 30%. Maioria das familias não paga IRS. Justiça á borla, saúde, etç... Quem paga? Os restantes contribuintes. Quem pertence tantos Audis, Mercedes, BMs, etç, a circular nas estradas? Efectivamente Portugal não parece ser um país assim tão pobre!!!

comentários mais recentes
O PSD é Social Democrata ou não? Há 4 semanas

Só Existe Candidaturas a Presidente do PSD Neoliberais, Afinal o PSD não é um Partido de Política Social Democrata ? Pelos vistos para quem for Social Democrata o Partido é o Partido Socialista ? Os militantes Sociais Democratas teem vindo a ser Enganados com o PSD ?

As Greves Políticas PCP BE PSD 10.10.2017

Com os resultados Autárquicas,era sabido, o PCP e o BE iam deitar Mãos as poderosas Armas Politicas, e mandatários Sindicais, tal como o PSD ha muito vem fazendo com Enfermeiros, como o Povo vai reagir nas próximas Eleições face as greves previstas ? Castigar os Responsáveis das Greves com + ou - %?

Mr.Tuga 09.10.2017

Estes FDGPUT* só podem estar a brincar !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vou ter de haviar VASELINA as toneladas devido a IRRESPONSABILIDADE des TRASTES de TRAMPA....

Anónimo 09.10.2017

Estamos no pais das maravilhas da Alice!!!! Avante camaradas!!!! Lol......................................

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub