Política Santos Silva: "Todas as instituições a funcionar" nas férias do primeiro-ministro

Santos Silva: "Todas as instituições a funcionar" nas férias do primeiro-ministro

O primeiro-ministro em funções, Augusto Santos Silva, disse hoje que as férias do chefe do Governo, António Costa, são "uma situação absolutamente normal" e garantiu que "todas as instituições estão a funcionar e a cumprir as suas missões".
Santos Silva: "Todas as instituições a funcionar" nas férias do primeiro-ministro
Miguel Baltazar
Lusa 04 de julho de 2017 às 13:23

O primeiro-ministro, António Costa, encontra-se esta semana ausente do país, em gozo de férias, mas afirmou, em comunicado divulgado esta segunda-feira, estar "sempre disponível" em caso de necessidade, sendo substituído, entretanto, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros.

 

"É uma situação absolutamente normal, como é normal as pessoas terem direito a férias. No caso do primeiro-ministro, por razões compreensíveis, são sempre muito reduzidas", afirmou hoje aos jornalistas Augusto Santos Silva, à margem da abertura do "Encontro Ciência 2017", numa sessão sobre o tema "Ciência na Diplomacia, Diplomacia com Ciência".

 

"Na ausência do primeiro-ministro, eu sou o primeiro-ministro em funções, quando eu falo, fala o Governo", declarou.

 

Santos Silva recordou que, já no ano passado, na última semana de Julho e na primeira semana de agosto, havia assumido estas funções, e mencionou que este ano, "esse período de descanso foi antecipado".

 

O governante acrescentou que "todas as instituições estão a funcionar, a cumprir as suas missões".

 

Além disso, sublinhou, "todos os inquéritos que era necessário realizar estão em curso", nomeadamente sobre o roubo de material de guerra dos Paióis de Tancos, e também está a decorrer "o "trabalho de reconstrução" após os incêndios florestais em Pedrógão Grande.

 

"O sistema de Protecção Civil está a funcionar plenamente, como ainda ontem [segunda-feira] se viu no combate aos incêndios que deflagraram", acrescentou.

 

"As coisas estão todas a correr normalmente, e nessa normalidade inscreve-se o trabalho do Governo, que reunirá o Conselho de Ministros na próxima quinta-feira, secretários de Estado reuniram-se ontem [segunda-feira] à tarde, o trabalho da Assembleia da República, que tem uma agenda esta semana, e o trabalho dos partidos políticos, sejam eles de apoio ao Governo ou da oposição", afirmou.

 

Esta segunda-feira, o gabinete de António Costa emitiu um comunicado esclarecendo que "o Governo, tendo em consideração o período de verão, organizou e planificou em tempo o período de férias do primeiro-ministro [António Costa], bem como dos restantes membros do Governo, de forma a garantir as necessárias substituições para assegurar o normal funcionamento do Governo", numa alusão a referências críticas sobre o facto de António Costa se encontrar actualmente no gozo de férias.

 

Na mesma nota, o gabinete do líder do executivo adianta que, nesse quadro de distribuição e organização de férias entre os membros do Governo, "o primeiro-ministro encontra-se no gozo de uma semana de férias, sendo substituído na sua ausência, nos termos do artigo 7.º da Lei Orgânica do XXI Governo, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros [Augusto Santos Silva]".

 

"O primeiro-ministro está sempre contactável e disponível em caso de necessidade", frisa-se ainda na nota divulgada pelo gabinete do primeiro-ministro.

 

Também o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta segunda-feira que tem tratado "tudo o que é preciso tratar em termos de Estado" com o substituto de António Costa, o ministro dos Negócios Estrangeiros.

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Judas a cagar no deserto 05.07.2017

Desde que o Monhé Costa colocou um açaime nos kumunas e brochiistas isto anda mais calmo.

Estes canhotos agora deixaram de ser rottwailers ?

pub
pub
pub
pub