Ambiente Seca: Comissão de acompanhamento reúne-se hoje para avaliar situação

Seca: Comissão de acompanhamento reúne-se hoje para avaliar situação

A comissão de acompanhamento da seca reúne-se hoje para avaliar a situação, depois de um mês de Setembro seco, de temperaturas acima dos 30 graus e previsões para uma primeira semana de Outubro igualmente quente.
Seca: Comissão de acompanhamento reúne-se hoje para avaliar situação
Lusa 02 de outubro de 2017 às 07:43
Portugal continental está a atravessar um período de seca prolongada excepcional, que obrigou o Governo a tomar medidas de apoio também excepcionais para a captação de água destinada a abeberamento de animais.

A chamada Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca, que junta responsáveis de vários ministérios, tem como missão identificar os problemas e acompanhar a evolução da actual situação de seca.

A comissão foi criada em maio passado e junta responsáveis do Governo de áreas como a agricultura e ambiente, finanças, administração interna, administração local, trabalho, saúde, economia e mar.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) o verão foi quente e extremamente seco, o nono mais quente desde 1931, a que se junta a terceira primavera mais quente desde 1931 e com menos chuva do que o normal, e um inverno que teve apenas 69% da chuva normal para a época.

O IPMA prevê para toda esta semana temperaturas acima da média para a época e ausência de precipitação.

Há uma semana o Ministério da Agricultura alargou o âmbito das medidas de apoio aos agricultores afectados pela seca a concelhos dos distritos de Santarém e de Faro.

No distrito de Santarém as medidas, apoios para captação e fornecimento de água a animais, abrangem os concelhos de Coruche e Chamusca, e no distrito de Faro os concelhos de Alcoutim e Castro Marim.

A seca já tinha levado o Governo a decretar apoios excepcionais aos agricultores para captação de água nos distritos de Évora, Beja, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Bragança e aos concelhos de Alcácer do Sal, Grândola e Santiago do Cacém, do distrito de Setúbal.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 3 semanas

Aqueles que gerem as barragens têm que ter muito cuidado com o chamado "caudal ecologico" porque não está adaptado ás ciacunstancias. Ou cumprem o caudai e ficam sem água, ou fazem uma gestão rigorosa e consciente.

pub