Conjuntura Sector dos serviços termina 2016 em forte alta

Sector dos serviços termina 2016 em forte alta

O forte crescimento registado em Novembro e Dezembro foi suficiente para colocar a variação de 2016 em terreno positivo.
Sector dos serviços termina 2016 em forte alta
Paulo Duarte

O índice do volume de negócios nos serviços cresceu 9% no último mês do ano, acelerando ligeiramente em relação aos 8% de aumento verificados um mês antes, o que levou este indicador a avançar 1,5% no conjunto de 2016 face a uma queda de 2,6% verificada no ano anterior.

 

Segundo a informação divulgada esta segunda-feira, 13 de Fevereiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no quarto trimestre de 2016 a variação, em relação ao mesmo período de 2015, foi de 7,6%, quando tinha sido de 1,1% no trimestre precedente. 

 

O crescimento de 9% em Dezembro representa o quinto aumento homólogo consecutivo, com a taxa a acelerar nos últimos meses. Uma evolução que justifica a variação positiva em 2016, já que até Outubro o indicador estava em terreno negativo.

 

A evolução positiva no sector dos serviços segue-se a outros indicadores (como na indústria e no retalho) que apontam para uma evolução em alta da economia portuguesa no último trimestre de 2016. A primeira estimativa do INE vai ser publicada amanhã e as estimativas dos economistas apontam para um crescimento de 1,3% na totalidade do ano.

 

Todas as secções a apresentarem variações homólogas positivas, sendo que as "que mais influenciaram o comportamento positivo do índice agregado foram a de Comércio por grosso; reparação de veículos automóveis e motociclos e a de Transportes e armazenagem", refere o INE.

 

Os índices de emprego e de remunerações cresceram no ano passado a um ritmo superior ao de 2015 - mais 1,6% e 2,1% respectivamente), enquanto no de horas trabalhadas, também ajustado de efeitos sazonais, a subida foi inferior há verificada há um ano - 0,5% contra 0,8%.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

A NOS já fez uma tentativa de subida e tocou nos 5.35 na sexta-feira passada...vamos à 2ª tentativa esta semana...posicionem-se que a NOS vai subir mais tarde ou mais cedo ;)

olharapo Há 2 semanas

Será que só se estarão a referir aos grelhados nas feiritas por esse país fora?

joao Há 2 semanas

mas as noticias não eram todas más? fnx que a culpa deve ser da geringonça! que chatice para a PAFice

Anónimo Há 2 semanas

A geringonça vai fazendo o seu caminho. Virão outras tricas à falta de outros argumentos.... É a politica no seu melhor...

pub