Seguro: Compromissos assumidos têm de ser honrados incluindo os do memorando da "troika"
23 Março 2012, 00:22 por Lusa
3
Enviar por email
Reportar erro
0
O secretário-geral do PS afirmou hoje, perante a Comissão Política, que a prioridade da sua acção política é honrar os compromissos assumidos pelos socialistas, incluindo os que constam no memorando assinado por Portugal com a "troika".
"Honrar a nossa palavra é condição para merecermos a confiança dos portugueses", defendeu António José Seguro, citado por um dos presentes na reunião, na sua intervenção de abertura do ponto da
Comissão Política Nacional dedicado à análise da situação do país.

Segundo a mesma fonte, o líder socialista frisou que a sua orientação política passa por "continuar a linha de responsabilidade no exercício de uma oposição construtiva, honrando os compromissos assumidos, incluindo os que constam no memorando" da "troika".

Na reunião do Grupo Parlamentar do PS, hoje de manhã, esteve em debate a posição dos socialistas perante a proposta do Governo de revisão do Código de Trabalho, matéria que consta do memorando da "troika".

A direcção da bancada do PS propôs que a proposta do Governo seja viabilizada na generalidade, mas vários deputados socialistas sugeriram o voto contra.

Na sua intervenção perante a Comissão Política Nacional do PS, Seguro voltou a defender que a prioridade estratégica dos socialistas deve ser apostar na criação de emprego e no crescimento económico, em contraponto à actual política de austeridade seguida pelo Governo.

Nesse contexto, o secretário-geral do PS reafirmou que "há outro caminho para Portugal sair da crise e manifestou preocupação com o elevado nível de desemprego e a queda da economia".

António José Seguro manteve também as suas críticas à forma como o Governo actuou no que respeita à reforma do Poder Local, sustentando que os socialistas apresentaram uma proposta alternativa em Julho passado.

3
Enviar por email
Reportar erro
0