Américas Senado dos EUA confirma Steve Mnuchin como secretário do Tesouro de Trump

Senado dos EUA confirma Steve Mnuchin como secretário do Tesouro de Trump

O milionário Mnuchin, ex-executivo do banco de investimento Goldman Sachs, e produtor em Hollywood com êxitos como "Avatar", foi escolhido por Trump para levar a cabo a sua prometida reforma fiscal.
Senado dos EUA confirma Steve Mnuchin como secretário do Tesouro de Trump
Lusa 14 de fevereiro de 2017 às 07:39
O Senado dos Estados Unidos confirmou esta terça-feira, 14 de Fevereiro, o milionário Steve Mnuchin como secretário do Tesouro do Governo de Donald Trump, cargo a partir do qual deverá promover uma reforma fiscal com a baixa de impostos como prioridade.

Com 53 votos a favor e 47 contra, Mnuchin passou a engrossar a lista de secretários com menos apoio da história no Senado, formada maioritariamente pelos nomeados por Trump para integrar o seu Governo.

Tal como já tinham feito com o secretário da Saúde, Tom Price, os democratas estenderam ao limite todo o processo de confirmação desde o trâmite da votação no Comité das Finanças, do qual se ausentaram para evitar o quórum, até ao plenário de hoje.

Os republicanos, com uma maioria de 52-48 no Senado, tiveram de alterar primeiro as regras do comité para aprovar Price e Mnuchin na ausência dos democratas e aguentar no plenário a maratona de discursos até chegar à votação.

O milionário Mnuchin, ex-executivo do banco de investimento Goldman Sachs, onde trabalhou entre 1994 e 2002, e produtor em Hollywood com êxitos como "Avatar" (2009) ou "American Sniper" (2014), foi escolhido por Trump para levar a cabo a sua prometida reforma fiscal.

Perante o Comité das Finanças, há quase um mês, Mnuchin afirmou que a reforma fiscal, especialmente o corte de impostos, será a "prioridade" do novo Governo, e apontou um objectivo de crescimento económico "sustentável entre 3 e 4 %".

Mnuchin também explicou que a equipa económica de Trump está a trabalhar "nos maiores cortes de impostos desde a Presidência de Ronald Reagan" na década de 1980.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.02.2017

Em Portugal, políticos são os que não viviam sem: mentir como fosse verdade, encher os bolsos com aquela habilidade, engolir sapos e sapões , dormir bem até no trabalho e pelo País não fazer nada.

Camponio da beira 14.02.2017

cá os ricos não vão para a politica , mas saiem dela ricos.

pub
pub
pub
pub