Conjuntura Sentimento económico atinge máximo de 10 anos na Zona Euro

Sentimento económico atinge máximo de 10 anos na Zona Euro

O sentimento económico continuou a aumentar em Agosto na zona euro, atingindo o nível mais alto da última década (111,9), enquanto na União Europeia (UE) permaneceu praticamente estável, também nos 111,9, divulgou hoje a Comissão Europeia.
Sentimento económico atinge máximo de 10 anos na Zona Euro
Bloomberg
Lusa 30 de agosto de 2017 às 11:59
De acordo com os dados da Direcção-Geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, nos 19 países da moeda única o indicador do sentimento económico subiu 0,6 pontos em Agosto, para 119,9, "o valor mais alto em mais de dez anos", e na UE recuou 0,3 pontos, também para 119,9, "ligeiramente abaixo do máximo de 10 anos atingido em Julho".

A subida do indicador na zona euro resultou da melhoria da confiança na indústria e nos serviços, em parte anulada pelos "significativos decréscimos" registados nos sectores do comércio a retalho e da construção.

O sentimento económico melhorou em três das cinco maiores economias da zona euro, designadamente na Itália (+3,6), França (+1,7) e Espanha (+1,4), e recuou na Alemanha (-0,6) e na Holanda (-0,9).

Na UE, a "ligeira descida" do indicador é sobretudo atribuída à deterioração do sentimento económico na maior economia fora da zona euro: o Reino Unido, onde se registou um recuo de 3,6 pontos. Na Polónia este indicador permaneceu "praticamente inalterado", tendo diminuído 0,2 pontos.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp Há 3 semanas

Diz o ditado:nao ha fome q nao traga fartura:e do conhecimento de todos q os bancos atravessam um momento critico sobretudo os perifericos e mais.Daqui por algum tempo nao muito os expancionistas da compra de casas vao arrear,porque os juros por forca maior vao subir e os salarios vao ficar igual.

pub