Política Sentix: Investidores apostam na vitória de Hillary. Trump vai ganhar?

Sentix: Investidores apostam na vitória de Hillary. Trump vai ganhar?

90% dos investidores esperam a vitória da candidata democrata, exactamente a mesma proporção que esperava que o "remain" vencesse no referendo britânico.
Sentix: Investidores apostam na vitória de Hillary. Trump vai ganhar?
Reuters
Eva Gaspar 24 de Outubro de 2016 às 12:54

A quase totalidade (90%) dos mais de mil investidores inquiridos pelo instituto Sentix espera que Hillary Clinton vença as eleições presidenciais norte-americanas marcadas para 8 de Novembro.

Essa esmagadora proporção coincide com o resultado de um inquérito semelhante feito em vésperas do referendo no Reino Unido, de acordo com o qual também os investidores esperavam uma vitória folgada do "remain" no referendo de 23 de Junho que, afinal, acabou por dar a vitória ao "exit".

 

"É a história do ‘Brexit’ que se estará a repetir", questiona o  Sentix, instituto sedeado em Limburgo (Alemanha) que se apresenta como especialista na área das finanças comportamentais.

Em comunicado enviado às redacções, o instituto lembra que nem as pesquisas oficiais, nem as casas de apostas, atribuíam - então e tal como agora no duelo Clinton-Trump - as maiores probabilidades ao cenário de os britânicos optarem por votar maioritariamente pela saída do Reino Unido da União Europeia.

 

Segundo as casas de apostas, Clinton vence Trump por 80:20, e as mais recentes sondagens apontam igualmente para uma vitória da candidata democrata. Uma das mais recentes, divulgada neste domingo pelo ABC News/Washington Post, sugere que a ex-secretária de Estado está 12 pontos percentuais à frente do seu adversário republicano, com 50% das intenções de voto, contra 38%.

 

Segundo o site RealClearPolitics, a média das sondagens nacionais mostra um avanço de perto de seis pontos para Clinton (47,7% contra 41,9%).




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub