Política Sete em cada dez franceses querem que Fillon abandone a corrida à presidência

Sete em cada dez franceses querem que Fillon abandone a corrida à presidência

Sete em cada dez (70%) franceses defendem que o candidato da direita à presidência, François Fillon, deve retirar-se da corrida, devido ao alegado desvio de fundos públicos, segundo uma sondagem divulgada hoje.
Sete em cada dez franceses querem que Fillon abandone a corrida à presidência
Reuters
Lusa 10 de fevereiro de 2017 às 15:28

Há uma semana, 60% dos inquiridos defendiam que o ex-primeiro-ministro devia desistir da candidatura, segundo a sondagem do instituto Odoxa para a emissora France Info.

 

Mesmo entre os inquiridos que dizem ser de direita, 61% afirmam que Fillon deve abandonar a corrida.

 

Fillon está a ser investigado depois de o semanário satírico Le Canard Enchaîné ter noticiado que, enquanto deputado, criou um emprego fictício para a mulher, Penelope Fillon, e para dois dos filhos, que lhes permitiu receber centenas de milhares de euros de fundos parlamentares.

 

Na segunda-feira, Fillon deu uma conferência de imprensa na qual pediu "perdão por ter cometido o erro de trabalhar com familiares, privilegiando uma colaboração de confiança", mas negou que os empregos fossem fictícios.

 

Na sondagem hoje divulgada, 79% dos inquiridos -- e 61% dos simpatizantes de direita -- disseram não ter ficado convencidos com as explicações do candidato.

 

Além disso, 74% dos inquiridos tem má opinião de Fillon, mais 29 pontos percentuais que em Novembro.

 

Se Fillon vier a decidir desistir, um em cada dois inquiridos considera que deve ser substituído na corrida por Alain Juppé, que Fillon derrotou nas primárias da direita, 15% preferem o ex-ministro François Baroin e 13% o presidente da região norte, Xavier Bertrand.

 

Antes do caso revelado a 26 de Janeiro pelo Canard Enchaîné, François Fillon era um dos favoritos às presidenciais e as sondagens colocavam-no como provável adversário da líder da extrema-direita, Marine Le Pen, na segunda volta.

 

Segundo uma sondagem do instituto Ifop publicada na terça-feira, a segunda volta vai ser disputada entre Marine Le Pen e Emmanuel Macron.

 

As presidenciais de França estão marcadas para 23 de Abril e 7 de Maio.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 10.02.2017

Se nao for retirado este bidom de oleo o mais rapido possivel,a mancha torna-se insuportavel.Ele nao roubou 1 mes nem 2,eles foram meses a fio.MALDITA PERIFERIA,sois a vergonha da minha cara.

pub
pub
pub
pub