Finanças Públicas Silopor e IP Telecom não vão ser concessionadas e Oitante vai ter mais custo público

Silopor e IP Telecom não vão ser concessionadas e Oitante vai ter mais custo público

O Governo admite a Bruxelas que há três factores que poderão ter impacto negativo no défice de 2016, mas acrescenta que há medidas compensatórias, como o perdão fiscal.
Silopor e IP Telecom não vão ser concessionadas e Oitante vai ter mais custo público
Correio da Manhã
Alexandra Machado 18 de Outubro de 2016 às 01:06
O Governo traça as pressões orçamentais que tem em 2016. O baixo consumo privado e inflação resultarão em receitas fiscais mais baixos do que as esperadas, diz o Ministério das Finanças no relatório de acção efectiva entregue esta segunda-feira, 17 de Outubro, a Bruxelas, acompanhando o plano orçamental para 2017.

A este baixo consumo e inflação, o Ministério contrapõe com a recuperação do mercado laboral que superou "em muitos pontos" as estimativas, o que permite ter um balanço da segurança social melhor, com um crescimento da receita acima da despesa deste sector.

Do lado positivo, o Governo fala ainda das taxas de juros mais baixas.

Mas, dois eventos não recorrentes deverão resultar, "com grande probabilidade", no aumento do défice público. São eles o falhanço nas concessões da Silopor e da empresa de telecomunicações da Infraestruturas de Portugal (IP Telecom). Só com a concessão da IP Telecom o Governo antecipou, no Orçamento para 2016, uma receita de 90 milhões. A Silopor resultaria nas contas do actual Executivo numa receita de 40 milhões.

O outro evento está ainda relacionado com a resolução do Banif. É que o Governo espera, agora, um resultado pior do que o esperado da Oitante, um veículo criado com activos que eram do Banif e que o Santander não adquiriu. 

"Estes riscos resultariam num défice mais elevado. No entanto, o Governo português implementou um esquema de cativações que irá reduzir a despesa pública em 445 milhões", escreve o Ministério das Finanças. Além disso, o Governo anunciou um programa para recuperação dívidas ao Fisco e à Segurança Social, acrescenta o Executivo. Aquele que tem sido designado por perdão fiscal está em vigor até 20 de Dezembro

Além disso, diz o Executivo, tradicionalmente os défices trimetrais têm um padrão sazonal em decréscimo. As receitas fiscais do segundo semestre são, por norma, maiores e as despesas menores. 



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Ciifrão Há 2 semanas

Os resultados das liquidações de empresas só podem ser piores do que o estimado inicialmente, os gestores ganham mais se liquidarem mais depressa e não melhor.

comentários mais recentes
Cornudura de ladroes Há 2 semanas

Continuam as boas negociatas dos desgovernos e os tolinhos que acreditam em milagres pagam tudo e nem bufam. Farto deles,e s ma-mo-e fonix.

Ciifrão Há 2 semanas

Os resultados das liquidações de empresas só podem ser piores do que o estimado inicialmente, os gestores ganham mais se liquidarem mais depressa e não melhor.

A MALTA DA PAFAS Há 2 semanas

TEM SAUDADES DO TEMPO EM QUE ARRUINOU A SEGURANÇA SOCIAL, EMPREGANDO 80% DO DINHEIRO PAGO NA COMPRA DE DÍVIDA PÚBLICA- ARRUINARAM A SEG SOCIAL E CULPARAM QUEM DESVONTA, BRINDANDO-LHES COM AUMENTOS BRUTAIS.

TAMBÉM TEM SAUDADES DOS MILHÕES DADOS DE MÃO BEIJADA ÀS ESCOLAS PRIVADAS

A MALTA DA PAFAS Há 2 semanas

TEM SAUDADES DO TEMPO EM QUE ARRUINOU A SEGURANÇA SOCIAL, EMPREGANDO 80% DO DINHEIRO PAGO NA COMPRA DE DÍVIDA PÚBLICA- ARRUINARAM A SEG SOCIAL E CULPARAM QUEM DESVONTA, BRINDANDO-LHES COM AUMENTOS BRUTAIS.

TAMBÉM TEM SAUDADES DOS MILHÕES DADOS DE MÃO BEIJADA ÀS ESCOLAS PRIVADAS

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub