Economia Simplex + 2016 foi executado em 89%

Simplex + 2016 foi executado em 89%

O Governo vez o balanço da última edição do programa Simplex e afirma que até Maio estavam concluídas 157 das 176 medidas que, de acordo com o calendário estabelecido, deviam ter sido concretizadas.
Simplex + 2016 foi executado em 89%
Pedro Elias
Filomena Lança 26 de junho de 2017 às 16:38

Das 176 medidas que deviam ter sido concretizadas até Maio de 2017, 157 foram concretizadas, afirma o Governo. Contas feitas, trata-se de uma taxa de 89%, diz a secretaria de Estado da Modernização Administrativa. As restantes "não foi possível concluí-las até ao momento, por motivos relacionados nomeadamente com atrasos nos procedimento de contratação ou acordo entre as entidades envolvidas", tanto públicas como privadas.

 

O Governo apresentou esta terça-feira, 26 de Junho, as medidas do Simplex + 2017 e fez também um balanço da última edição. Este ano foi pedida uma avaliação ao Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação, da Universidade Nova de Lisboa, que avaliou 11 medidas fez as contas ao número de horas poupadas na administração pública na sequência da sua implementação.

 

A poupança contabilizada foi de cerca de 470.000 horas, o equivalente a 59.000 dias de trabalho e entre as medidas avaliadas estavam a criação do título único ambiental, o pagamento de impostos directo, o registo criminal online, a declaração mensal de remunerações para as finanças automática ou o inventário permanente.

 

Para as empresas, concluiu o Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação, a poupança atingiu os 568 milhões de euros ano. 

O Simplex+ 2017 contem um conjunto de 172 novas medidas, para concluir entre 2017 e 2018. Podem ser consultadas no site oficial do Simplex




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 26.06.2017

Foi tudo tao simples como por vacas a substituir avioes da tap.

pub
pub
pub
pub