Mundo Sismo na Coreia do Norte leva chineses a desconfiar de explosão. Coreia do Sul descarta

Sismo na Coreia do Norte leva chineses a desconfiar de explosão. Coreia do Sul descarta

O serviço sismo chinês CENC fala de um abalo com magnitude 3,4 provocado "possivelmente por uma explosão".
Sismo na Coreia do Norte leva chineses a desconfiar de explosão. Coreia do Sul descarta
Reuters
Negócios com Lusa 23 de setembro de 2017 às 12:23

A agência meteorológica da Coreia do Sul registou um sismo de magnitude 3,0 na Coreia do Norte, mas avaliou este dado como um fenómeno natural, ao contrário de especialistas chineses que falam numa "explosão".

Um funcionário da agência sul-coreana, que não se quis identificar, explicou que hoje foi detectado um sismo na área em redor de Kilju, no nordeste da Coreia do Norte, garantindo que o abalo não foi provocado por uma explosão artificial.


Uma fonte do agência meteorológica da Coreia do Sul explicou à Reuters que existem formas de detectar se os sismos foram provocados pela acção do homem e derivado de causas naturais. Como neste caso não foram detectadas ondas sismicas acústicas, as autoridades coreanas estao a descartar que os sismo esteja relacionado com uma explosão.


Em contrapartida, o serviço sismo chinês CENC fala de um abalo com magnitude 3,4 provocado "possivelmente por uma explosão", ressalvando que o local do epicentro é praticamente o que foi sentido a 03 de setembro quando a Coreia do Norte realizou o seu sexto e mais poderoso teste nuclear.