Política Sondagem: PS continua a ganhar terreno ao PSD

Sondagem: PS continua a ganhar terreno ao PSD

O estudo de opinião divulgado esta sexta-feira pelo Expresso mostra que apesar de os furtos de Tancos e os incêndios de Pedrógão terem afectado a popularidade de António Costa e dos partidos que suportam o Governo, os socialistas dilataram a vantagem para os sociais-democratas.
Sondagem: PS continua a ganhar terreno ao PSD
Miguel Baltazar
Negócios 04 de agosto de 2017 às 18:13

Se as eleições fossem hoje, o PS recolheria 40,8% das intenções de voto, enquanto o PSD registaria 28,1%. Segundo uma sondagem revelada esta sexta-feira, 4 de Agosto, pelo Expresso, o PS ganha vantagem (sobe 0,4 pontos percentuais em relação ao último estudo de opinião), ao passo que o PSD cede 0,5 pontos percentuais em relação ao último estudo.

Os últimos números do estudo feito pela Eurosondagem entre 27 de Julho e 2 de Agosto revelam que, além do PS, entre os partidos mais votados apenas o CDS registou crescimento em relação ao último inquérito: sobe 0,7 pontos percentuais para 6,9%.

O PSD protagoniza mesmo a maior queda, que contrasta com recuos de 0,2 pontos da CDU e do PAN (para 7,6% e 1,1% respectivamente) e com a descida de 0,1 pontos do Bloco de Esquerda (para 8,4%).

Os partidos que integram os acordos à esquerda que suportam o Governo de António Costa - PS, PCP/PEV e BE - materializam intenções de voto conjuntas de 56,8%.

Se o Bloco cai nas intenções de voto, no que diz respeito ao capital de popularidade o inquérito a 1.011 pessoas demonstra uma recuperação para a líder Catarina Martins, que sobe 1,1 pontos (para um saldo positivo de cinco pontos), o maior ganho entre os seis protagonistas analisados. Aliás, com melhorias em relação à última sondagem só há mais uma, a de Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República continua a liderar, com um saldo de 61,5 pontos positivos (melhora 0,6 pontos percentuais), sendo seguido pelos 33,6 pontos de António Costa. O primeiro-ministro perde popularidade (0,6 pontos) mas tem ainda assim a menor queda entre os protagonistas.

O maior recuo cabe a Assunção Cristas (perde 1,5 pontos para 6,2 pontos positivos), seguida de Passos Coelho (o líder social-democrata apresenta um saldo positivo de 9,2 pontos, caindo 1,1 pontos). Já Jerónimo de Sousa, apesar da queda de 0,9 pontos, é a terceira personalidade com mais popularidade, com 10,7 pontos. 


Entre os órgãos de soberania, o Parlamento é o único que melhora a sua prestação - sobe 0,9 pontos - enquanto a Procuradoria-Geral da República regista saldo negativo de 16,5%.

(notícia actualizada às 18:31 com mais informação)




A sua opinião58
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado oluapaxe Há 2 semanas

O PS ganha terreno ao PSD no universo dos utilizadores de telefones fixos é isso que a ficha técnica informa. Esta sondagem seria credível a 20 anos atrás. Nos tempos que correm não acredito nestes resultados e o PS também não senão, já tinha criado uma crise com o objectivo de ir a votos. Isto é mais um exemplo da manipulação dos números com o objectivo de correr com o Passos. A esquerda tem medo de Passos e não só a esquerda como os próprios barões do PSD e a razão é simples Passos não salvou o BES que era a mesa onde o PS e o barões do PSD se lambuzavam com as negociatas, aqui devo referir o beijoqueiro mor que para alem de comer a mesa ainda tinha cama e roupa lavada na mansão do salgado no brasil. Para a esquerda é urgente colocar uma marionete ao comando do PSD e a marionete que todos querem é o rui rio assim torna se mais fácil voltar as negociatas do antigamente.

comentários mais recentes
ricardo Há 1 semana

o problema do PSD actual é a não cativação das pessoas, o que até é normal pela governação que fizeram e pelos comentários jocosos dos seus apoiantes em relação ao resto do povo Português. São uma vergonha nacional actualmente. São aqueles 20% que não interessam nem ao menino jesus. São mal educados

Patriota Há 1 semana

oluapaxe parabens, visão e verdade!!

pertinaz Há 1 semana

CARREGA PASSOS...!!!

Anónimo Há 1 semana

Se é tão transparente, este governo, digam-nos então, quem são os 30 maiores devedores da CGD.

ver mais comentários
pub