Zona Euro Stiglitz defende que "a melhor coisa" seria a Alemanha sair do euro

Stiglitz defende que "a melhor coisa" seria a Alemanha sair do euro

O prémio Nobel da Economia Joseph Stiglitz diz que a Alemanha é um país "muito egoísta" e que seria melhor que saísse da Zona Euro. Algo que tornaria a moeda única mais "competitiva".
Stiglitz defende que "a melhor coisa" seria a Alemanha sair do euro
Rita Faria 11 de Outubro de 2016 às 12:20

O economista Joseph Stiglitz defende que a Alemanha devia sair da Zona Euro, já que o país é "a fonte dos problemas" da região da moeda única.

Em entrevista ao jornal francês Le Parisien, o prémio Nobel arrasa a política de austeridade germânica e diz que é natural que economias como Portugal e Espanha estejam a enfrentar dificuldades devido às regras rígidas da Zona Euro.

"Os líderes europeus puseram a carroça à frente dos bois. Quisemos criar uma moeda única antes de criar as instituições necessárias para o seu funcionamento, como um sistema bancário unificado", afirmou o prémio Nobel da Economia, em entrevista à publicação francesa.

Stiglitz acredita que os problemas enfrentados pelas economias de Portugal, Espanha, Itália ou França, explicam-se, em parte, pelo choque da crise financeira de 2008, que foi "muito violento". Mas não só. "O euro tornou tudo ainda mais difícil, impedindo a Europa de adoptar a reacção certa", explica. As restrições da Zona Euro são "muito fortes" e, com tais regras rígidas, não pode haver crescimento.

O economista, que lançou recentemente o livro "Euro: como a moeda única ameaça o futuro da Europa", defende que se devia criar duas Zonas Euro, uma para os países do Norte e outras para os países do Sul, incluindo a França.

"Não podemos ter uma taxa de câmbio única para países tão diferentes. O dinheiro é um meio, não um fim em si mesmo. Muitas vezes as pessoas reivindicam uma moeda forte, como se fosse uma bandeira. É um erro", frisa Stiglitz.

Muito crítico da postura da Alemanha nos últimos anos, o economista reitera que o país é "egoísta" e que seria melhor que saísse da Zona Euro.

"A Alemanha manteve a sua posição dominantes em detrimento de todos os outros países. Ela é a fonte do problema. A melhor coisa seria que saísse da Zona Euro. Isso tornaria o euro mais competitivo", defendeu, na entrevista ao Le Parisien.

O economista diz que o país tem duas ideias-chave: que a austeridade promove o crescimento, "o que é exactamente o oposto" e que não devia haver, na Europa, um país que sirva de bóia de salvamento para os outros. "Este país é muito egoísta", conclui. 




A sua opinião37
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Gatunos Há 3 semanas

O prémio Nobel da Economia Joseph Stiglitz disse a VERDADE, quem deve sair do euro é a ALEMANHA, e quem quiser ficar no clube Alemão que FAÇA BOM PROVEITO.
Com um euro mais desvalorizado e um MARCO SUPER VALORIZADO as exportações da Alemanha para os países da zona euro CAIRIAM A PIQUE, assim era 100% certo o fim do desequilíbrio das contas publicas nos outros países da zona euro, pois teriam MENOS IMPORTAÇÔES e mais exportações.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

É PENA NÃO SER JÁ. JÁ ONTEM ERA TARDE.

Não é novidade e cada vez mais se entende o que é Há 3 semanas

realmente esta Alemanha. Está nos genes deste país, querer estender o extravasar o seus domínios para além da fronteira. Os métodos vão variando mas os fins estão lá. Cabe a UE, fincar o pé, através de parcerias internas e externas. A saída inglesa mostra que a UE faz fala a todos.

JP Belo Há 3 semanas

Concordo absoluto. E tudo teria hipótese de resultar, agora assim, como esta, mais vale sairmos todos e deixa-los sozinhos

Cristina Azevedo Há 3 semanas

UAU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub