Justiça Supremo Tribunal de Justiça recusa libertar suspeito de Lava Jato

Supremo Tribunal de Justiça recusa libertar suspeito de Lava Jato

Raul Schmidt interpôs um pedido de 'habeas corpus´ no Supremo Tribunal da Justiça, evitando a sua imediata extradição para o Brasil.
Supremo Tribunal de Justiça recusa libertar suspeito de Lava Jato
Lusa 14 de fevereiro de 2018 às 16:21

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou hoje o pedido de libertação imediata ('habeas corpus') do empresário luso-brasileiro Raul Schmidt, cuja extradição é reclamada pelo Brasil no âmbito do caso Lava Jato, revelou o seu advogado.

 

Raul Schmidt, após ser detido em 03 de Fevereiro no Sardoal, distrito de Santarém, interpôs um pedido de 'habeas corpus´ no Supremo Tribunal da Justiça, evitando a sua imediata extradição para o Brasil, anteriormente decidida pela Relação de Lisboa.

 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Camponio da beira 14.02.2018

Ó Mr Tuga, falou com o galante rangel.

Mr.Tuga 14.02.2018

O Brasil é considerado pais de 3º mundo! Mas estes brasucas querem ser julgados em tugal ?!?!?!?!

Va-se lá perceber.....
Terá falado com o Salgadeiro, Zeinaldo, Gamadeiro, Rendeiro, Costeiro BPN, Socrateiro, etc, etc, etc ????

Camponio da beira 14.02.2018

Já ao amigo de cavaco, duarte lima ninguém o prende.Estranho.

Anónimo 14.02.2018

Já o Sadam Ussein queria ser julgado em Portugal. Eles lá sabem porquê.

pub