Ambiente Temperaturas vão cair até oito graus

Temperaturas vão cair até oito graus

As temperaturas vão descer até sexta-feira entre 4 a 8 graus Celsius devido a uma massa de ar polar, que vai provocar também um aumento da intensidade do vento, disse à Lusa a meteorologista Maria João Frada.
Temperaturas vão cair até oito graus
Lusa 13 de setembro de 2017 às 08:39
Em declarações à agência Lusa, a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) disse que o dia de hoje ainda vai ser de céu pouco nublado ou limpo, com alguma nebulosidade matinal e vento moderado de noroeste durante a tarde, com temperaturas ainda agradáveis.

"No entanto, amanhã [quinta-feira] vamos ter uma alteração significativa do estado do tempo. Até ao início da manhã as temperaturas mantêm-se como estão hoje, mas gradualmente vamos começar a sentir uma descida da temperatura, sobretudo da máxima", explicou.

Segundo Maria João Frada, também a partir do início da tarde está previsto um aumento da intensidade do vento, tornando-se moderado a forte no litoral e nas terras altas com rajadas da ordem dos 60 quilómetros por hora.

"Ou seja, durante a tarde de quinta-feira vamos ter mais frio do que de manhã. A temperatura máxima vai descer entre 2 e 4 graus, mas na sexta-feira a descida ainda será maior: entre 2 e 8 graus e atingirá às máximas e mínimas", disse.

De acordo com a meteorologista, sexta-feira vai ser um dia muito frio, com uma descida da temperatura, vento forte no litoral oeste e nas terras altas com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora.

"Na origem de tudo isto está a influência de um anticiclone que está a nordeste dos Açores que se estende em crista até ao território do continente. No entanto, a partir do final da manhã de quinta-feira, a crista vai estender-se até à Islândia e começamos a ter a entrada de uma massa de ar polar mais fria, mais seca, que vai passar a uma superfície frontal fria de fraca actividade", explicou.

Na quinta-feira, segundo a meteorologista, esta superfície pode dar origem também a nebulosidade nas regiões do Norte e Centro, em especial no litoral onde podem ocorrer aguaceiros ou chuviscos.

"Mas o mais importante é que após a passagem da superfície frontal temos a entrada de uma massa de ar polar que vai trazer já um cheirinho a outono. As temperaturas baixam e a intensidade do vento aumenta", salientou.

Assim, na sexta-feira as temperaturas máximas não deverão ultrapassar os 25 graus e será na zona de Vale do Tejo, Santarém, interior do Alentejo e costa sul do Algarve. No resto do território serão inferiores e vão variar entre os 15 graus nas Penhas Douradas e os 18/22 no resto do território.

"No que diz respeito às mínimas, vão variar entre os 06 e os 08 graus nas regiões do litoral, entre os 11 e os 15 graus no interior do Alentejo, e 15/16 graus no Algarve", disse.

Quanto ao fim de semana, Maria João Frada adiantou que no sábado não haverá alterações significativas relativamente a sexta-feira e no domingo está prevista uma ligeira diminuição da intensidade do vento.

"Na segunda-feira, a tendência será para uma subida dos valores da temperatura máxima", concluiu.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Garbriel 13.09.2017

Mau, afinal o planeta está a aquecer ou agora temos frios polares em pleno Verão?