Finanças Públicas Teodora Cardoso: a estimativa do impacto da Caixa no défice deveria ser conhecido
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Teodora Cardoso: a estimativa do impacto da Caixa no défice deveria ser conhecido

Para a Presidente do Conselho das Finanças Públicas é urgente avançar com a recapitalização da Caixa para estabilizar o sistema financeiro. Provável impacto no défice deveria ser publico, por uma questão de transparência.
A carregar o vídeo ...
Rui Peres Jorge Rosário Lira 11 de dezembro de 2016 às 19:30

Relativamente à CGD, a recapitalização deverá ter impactos no défice na parte que corresponde aos prejuízos acumulados no passado. Deveríamos ter uma previsão deste impacto no Orç

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Esta direitolas é intelectualmente desonesta 12.12.2016

Esta velha está escandalosamente a abastardar a sua função técnica para fazer um frete político á sua gente da direitalha radical e ultraliberal
Só não o vê quem não quiser
Esta atitude permanente mostra trata-se de uma pessoa sem carácter, que não reúne mínimas condições de isenção para o cargo

ESTA TIPA FAZ DO CFP UM ÓRGÃO DA OPOSIÇÃO 12.12.2016

Esta fulana direitolas está, vergonhosamente, a trocar uma análise, que deveria ser meramente técnica, séria e isenta, como a obriga a sua função, por um ataque politico, permanente e sistemático ao actual governo, pelo que, decididamente, não tem condições para prosseguir no seu lugar.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub