Mundo Time escolhe Donald Trump como personalidade do ano

Time escolhe Donald Trump como personalidade do ano

Donald Trump foi escolhido pela revista Time a personalidade do ano. “O ano de 2016 foi o ano da sua ascensão; 2017 vai ser o ano do seu domínio”, realça a Time.
Time escolhe Donald Trump como personalidade do ano
Jonathan Ernst/Reuters
Sara Antunes 07 de Dezembro de 2016 às 12:51

Donald Trump foi escolhido pela revista Time a personalidade do ano. "O ano de 2016 foi o ano da sua ascensão; 2017 vai ser o ano do seu domínio", realça a Time.

"O ano de 2016 foi o ano da sua ascensão; 2017 vai ser o ano do seu domínio, e como todos os novos líderes eleitos, tem a oportunidade de cumprir promessas e desafiar expectativas", afirma a Time sobre o presidente eleito dos EUA.

Donald Trump é assim a 90.ª personalidade do ano escolhida pela revista Time.


A publicação explica melhor porque é que Trump é a figura do ano: "Por lembrar à América que a demagogia se alimenta do desespero e que a verdade é tão poderosa quanto a confiança naqueles que falam sobre ela, por ter conquistado um eleitorado oculto, ao realçar as suas fúrias e ao transmitir os seus medos, e por moldar a cultura política de amanhã, demolindo a de ontem, Donald Trump é a personalidade do ano 2016 da Time".

A segunda na lista é uma mulher, a "aspirante". "Os vencedores escrevem a história. Os derrotados, se tiverem sorte, recebem uma música", é assim que começa o texto sobre a segunda na lista das personalidades do ano. Trata-se de Hillary Clinton, que "fez história nas últimas três décadas" como "advogada, como primeira-dama, como senadora, como secretária de Estado", mas a candidata à Casa Branca que perdeu as eleições para Trump "vai ser lembrada muito mais pelo que ela não conseguiu fazer", muito mais do que pelo que fez, realça a revista.

 

Em terceiro lugar na lista de personalidades estão os "hackers" – os "disruptivos" – que criaram uma série de constrangimentos por todo o mundo. "Tornaram vulnerável o novo normal e fizeram da própria democracia um alvo", afirma a revista.

Em quarto surge Recep Tayyip Erdogan, "o autocrata". A revista realça que um "golpe de estado falhado tornou o presidente turco ainda mais poderoso." O quinto lugar ficou para os pioneiros do CRISPR (Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats), que em português significa Repetições Palindrómica Curtas Agrupadas e Regularmente Interespaçadas. O trabalho realizado sobre esta "personalidade" considera que "os avanços neste trabalho podem mudar o mundo".

 

A fechar a lista encontra-se uma cantora: Beyoncé, a "mensageira". "A sua composição criativa transformou a estrela pop em força política", considera a revista. 


(Notícia actualizada pela segunda vez às 13:25 com informação sobre os restantes escolhidos)



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


FIDEL - O HERÓI DA ESQUERDA NÃO PASSA DE UM RELES CRIMINOSO.

- Mandou matar mais de 9000 cubanos (que se saiba).

- Roubou mais de 900 milhões de dólares ao povo cubano, para a sua fortuna pessoal e da família (que se saiba).


comentários mais recentes
Francisco Carvalho Há 1 semana

Calma Luisa ! Sem pés e com pouca cabeça! Conta até cem....

Anónimo Há 1 semana


FIDEL - O HERÓI DA ESQUERDA NÃO PASSA DE UM RELES CRIMINOSO.

- Mandou matar mais de 9000 cubanos (que se saiba).

- Roubou mais de 900 milhões de dólares ao povo cubano, para a sua fortuna pessoal e da família (que se saiba).


Anónimo Há 1 semana

A Luisa com sorte poderá ser a personalidade do ano do correio da Maria!

Luisa Sousa Há 1 semana

Churchill, Hitler e Staline tambem o foram. E mesmo importante

pub