Energia Trabalhadores da Petrogal do Porto reclamam aumentos de 4%

Trabalhadores da Petrogal do Porto reclamam aumentos de 4%

A proposta de aumento salarial e do subsídio de alimentação foi aprovada em plenário, no qual foi tratada também a perspectiva de um "acordo global em matéria de clausulado" para entregar à administração "o mais breve possível".
Trabalhadores da Petrogal do Porto reclamam aumentos de 4%
Pedro Elias
Lusa 15 de Novembro de 2016 às 17:59
Os trabalhadores da refinaria da Petrogal do Porto exigem um aumento de 4% a nível salarial, informou esta terça-feira, 15 de Novembro, Rui Pedro Ferreira, coordenador sindical, um dia depois do plenário que decorreu terça-feira no Porto.

O mesmo responsável indicou que uma proposta geral será entregue após o plenário de 28 de Novembro em Lisboa.

A proposta de aumento salarial e do subsídio de alimentação foi aprovada em plenário, no qual foi tratada também a perspectiva de um "acordo global em matéria de clausulado" para entregar à administração "o mais breve possível".

"Foi aprovada uma moção que será entregue à administração quando terminarem os plenários todos. Serão reunidas as moções de todos os plenários (Porto, Sines e Lisboa) e entregues à administração", indicou à agência Lusa, o mesmo dirigente sindical.

O sindicalista notou a necessidade de ouvir os trabalhadores de todos os sectores da Petrogal para que resulte uma moção "homogénea".

O último plenário irá decorrer nas Torres de Lisboa, na manhã do próximo dia 28.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub