Economia Transparency International insta Governos da UE a agirem contra offshores

Transparency International insta Governos da UE a agirem contra offshores

A organização anti-corrupção Transparency International instou os Governos da União Europeia a agirem contra o sigilo financeiro, para pôr fim à lavagem de dinheiro e à evasão fiscal, após novas revelações do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação.
Transparency International insta Governos da UE a agirem contra offshores
Reuters
Lusa 06 de novembro de 2017 às 00:08

"A Transparency International EU apela aos Governos europeus para que tomem acção imediata no sentido de acabar com este tipo de sigilo que permite que a corrupção floresça", declarou a organização não-governamental em comunicado.

 

A nova investigação Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), denominada 'Paradise Papers', divulgou mais de 13,4 milhões de documentos, incluindo pormenores sobre como a coroa britânica, conselheiros do Presidente norte-americano, Donald Trump, e empresas multinacionais como a gigante mineira Glencore estão entre os mais ricos do mundo que têm usado estruturas offshore (paraísos fiscais) para contornar as suas obrigações fiscais ou fazer pagamentos questionáveis.

 

No comunicado, a ONG referiu que embora a Comissão Europeia tenha proposto legislação que revelaria ao público informação sobre empresas e transacções em paraísos fiscais, "os Governos europeus têm-se mostrado relutantes em dar a sua aprovação".

 

"Governos da UE como o da Alemanha têm-se erguido contra o crescente movimento a favor da transparência financeira [e] esta última fuga de informação demonstra que, na era digital, a transparência é inevitável, a única opção consiste em controlar ou não o fluxo da informação", defendeu o director da Transparency International EU, Carl Dolan, citado no texto.

 

"Após os 'Panama Papers' (primeira investigação sobre offshores), a Comissão Europeia entrou em acção, mas falta ainda as capitais nacionais assinarem duas das propostas da UE que poderiam ajudar a fazer luz sobre este tipo de lavagem de dinheiro e evasão fiscal", frisou Dolan.

 

"Há muito tempo que a Transparency International EU pede dois instrumentos que poderiam dar à opinião pública um melhor entendimento do uso das estruturas 'offshore', nomeadamente relatórios públicos por país, exigir às multinacionais a divulgação de dados financeiros essenciais sobre cada país onde operam (incluindo paraísos fiscais) e uma benéfica transparência quanto à propriedade, para pôr fim a empresas e fundações anónimas e tornar mais difícil aos corruptos esconderem bens roubados", insistiu a ONG.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Se um português comum esquecer-se de registar 20€ no IRS, leva logo com uma multa, perde o acesso aos benefícios fiscais, e ainda leva com um processo da Autoridade Tributár.
Se um milionário "esquecer-se" de registar 20.000.000,00€ no IRC, leva uma bonificação na taxa de juro do depósito offshore.

Anónimo Há 1 semana

Os offshores foram criados pelos milionários dos países ricos, para permitir o não pagamento de impostos nos países onde geram riqueza.
Os impostos são coisa para gente "pobre".

E so bocarras e chicos espertos. Há 1 semana

Mas Algum politico gosta de trasparency? So na cama diz meu Avo, e claro que a corrupcao sao os actuais politicos quer das esquerdas quer das direitas. Digo mais e tudo trampa do mesmo cageiro. Eles todos roubam a pala destas falsas Democracias de treta. O resto e so conversas para Boi dormir.

Água Ráz Há 1 semana

felizmente aqui em Portugal o governo de esquerda do Costa ,Jirolme e Catarina, acabaram com os ofshores, assim como saíram da moeda única ! Era destes que o povo precisava para escrever a historia verdadeira sobre a Tortura em Democracia como nos deu conta o gran escritor rosa e inginhero Socrates

ver mais comentários
pub