Transportes Transportes recebem 10 milhões em subsídios. TAP é a que menos ganha

Transportes recebem 10 milhões em subsídios. TAP é a que menos ganha

Pelas obrigações de serviço público, a TAP receberá apenas 290 mil euros em subsídios. A maior fatia nestes apoios segue para o Porto, com a STCP a reunir 4,4 milhões.
Transportes recebem 10 milhões em subsídios. TAP é a que menos ganha
Bruno Simão/Negócios
Wilson Ledo 14 de Outubro de 2016 às 22:26

Os transportes vão receber 10,2 milhões de euros em subsídios no próximo ano, pelo cumprimento das obrigações de serviço público. Neste bolo contam-se TAP, SATA, STCP, Carris e CP.

Os valores constam da proposta do Orçamento do Estado para 2017 apresentado esta sexta-feira, 14 de Outubro.

Nas companhias aéreas, a TAP é a que menos, com 290 mil euros. Já a açoriana SATA receberá do Governo um subsídio de 1,1 milhões de euros.


Em terra, a maior fatia dos subsídios vai para o Porto, com a STCP a receber 4,4 milhões de euros. Em Lisboa, a Carris fica-se pelos 2,6 milhões de euros nesta rubrica.


Todas estas entidades recebem o valor por parte da Direcção-Geral do Tesouro e Finanças. Por sua vez, a CP vê a sua indemnização compensatória chegar pela Secretaria-Geral do Ministério da Defesa. A empresa de comboios encaixa 2,6 milhões de euros.


Não exercendo directamente a actividade de transporte mas a ela ligada, a NAV – Navegação Aérea de Portugal, que gere o tráfego aéreo, receberá um subsídio de 2,4 milhões de euros.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub