Europa Tribunal suíço condena empresa que despediu mulher por usar véu islâmico

Tribunal suíço condena empresa que despediu mulher por usar véu islâmico

Um tribunal suíço condenou uma empresa que despediu uma empregada com seis anos de serviço após ela ter começado a usar o véu islâmico, numa das primeiras decisões do tipo na Suíça, informou hoje um jornal.
Tribunal suíço condena empresa que despediu mulher por usar véu islâmico
reuters
Lusa 23 de Outubro de 2016 às 14:52

O tribunal regional em Berna considerou no mês passado que a mulher sérvia de 29 anos foi despedida sem justa causa de uma lavandaria, determinando que a empresa a indemnizasse.

 

Segundo o Le Matin Dimanche, a mulher, identificada apenas como Abida, foi despedida em Janeiro de 2015, depois de ter começado a usar o véu islâmico que o empregador considerou violar as regras de higiene. 

 

Ela ter-se-ia oferecido para lavar o lenço diariamente ou usar descartáveis, mas o empregador recusou, dizendo que teria de o tirar ou sair. 

 

O tribunal de Berna considerou que a empresa violou o direito constitucional da mulher à liberdade de expressão e que o uso do véu só pode ser motivo para rescisão no caso de impedir a realização das funções descritas no contrato de trabalho ou "afectar substancialmente" o ambiente de trabalho, indicou o jornal.

 

"Não deve importar se uma mulher usa um lenço ou se um homem usa a quipá judaica. No trabalho, a competência deve ser o critério e não as roupas que se vestem", disse ao jornal Onder Gunes, da Federação das Organizações Islâmicas na Suíça.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
DAQUI A 50 ANOS, A EUROPA TERÁ MAIORIA MUÇULMANA Há 1 semana

NOS PAÍSES MUÇULMANOS, A SUA CULTURA É DEFENDIDA COM UNHAS E DENTES.
AI DE QUEM OUSAR ALTERÁ-LA.
NA EUROPA É O QUE SE VÊ.
A EUROPA, DAQUI A 50 ANOS, TERÁ PERDIDO, DE TODO, A SUA MATRIZ CRISTÃ E SERÁ UM CONTINENTE DE MAIORIA MUÇULMANA, DEVIDO AO SEU SECTARISMO E PORQUE SE REPRODUZEM COMO RATOS.

pub