Economia Trump ameaça acabar com o NAFTA se houver interferências do Congresso

Trump ameaça acabar com o NAFTA se houver interferências do Congresso

No Twitter, o presidente dos Estados Unidos escreveu ainda que não há uma necessidade política de manter o Canadá no novo NAFTA.
Trump ameaça acabar com o NAFTA se houver interferências do Congresso
EPA
Rita Faria 01 de setembro de 2018 às 19:14

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou este sábado, 1 de Setembro, que não há uma necessidade política de manter o Canadá no novo NAFTA e avisou o Congresso de que não deve interferir nas negociações, ou terminará definitivamente com o acordo de livre comércio.

A ameaça foi feita no Twitter, um dia depois de as negociações entre os Estados Unidos e o Canadá terem terminado sem um acordo.

"Não há uma necessidade política de manter o Canadá no novo acordo do NAFTA. Se não fazemos um acordo justo para os Estados Unidos depois de décadas de abuso, o Canadá fica de fora. O Congresso não deve interferir nestas negociações ou eu termino simplesmente com o NAFTA e ficaremos melhor sem ele", escreveu o líder da Casa Branca na rede social.

Na sexta-feira, os dois países não chegaram a um entendimento para a reformulação do NAFTA e Trump notificou o Congresso da sua intenção de assinar um pacto bilateral com o México, com quem foi alcançado um acordo na segunda-feira.

No entanto, vários deputados alertaram que um acordo com o México poderia ter dificuldades em ser aprovado pelo Congresso se não contasse também com a participação do Canadá.

Trump, no Twitter, sublinhou que "ou se faz um novo acordo ou voltamos ao pré-NAFTA", já que este pacto de livre comércio foi, na sua opinião, um dos piores acordos comerciais alguma vez feito.

"Lembrem-se, o NAFTA foi um dos PIORES acordos comerciais alguma vez feito. Os Estados Unidos perderam milhares de empresas e milhões de empregos. Estávamos muito melhor antes do NAFTA – nunca devia ter sido assinado. Ou fazemos um novo acordo ou voltamos ao pé-NAFTA", acrescentou Trump, na rede social.

Na sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos já havia acusado o Canadá de se aproveitar do país, num discurso realizado na Carolina do Norte. "Eu adoro o Canadá, mas eles aproveitaram-se do nosso país durante muitos anos", acusou Trump.

Ainda que os dois países tenham falhado o prazo definido pela Casa Branca para um entendimento, os negociadores de ambos os lados insistiram que foram feitos progressos. Também anunciaram que as negociações serão retomadas na quarta-feira.  




pub