Américas Trump ataca marca que rescindiu contrato com a filha

Trump ataca marca que rescindiu contrato com a filha

Na semana passada a retalhista Nordstrom anunciou que ia deixar de vender as roupas e calçado da linha de Ivanka Trump, filha do presidente dos EUA. Donald Trump atacou a companhia no Twitter.
Trump ataca marca que rescindiu contrato com a filha
A linha de roupa de Ivanka Trump está disponível em algumas das grandes retalhistas dos EUA
Reuters
Ana Laranjeiro 08 de fevereiro de 2017 às 18:39

Na semana passada, a retalhista norte-americana Nordstrom comunicou ao mercado que ia deixar de comercializar a linha de roupa e calçado de Ivanka Trump, filha do presidente dos Estados Unidos. Num comunicado, a empresa revelava que os produtos da linha Ivanka Trump iriam deixar de estar presentes nas lojas Nordstrom por causa das suas vendas fracas, de acordo com o Wall Street Journal (WSJ).

"Todos os anos cortamos cerca de 10% [das marcas] e refrescamos a nossa gama na mesma proporção", refere o comunicado. "Neste caso, com base no desempenho da marca optámos por não comprá-la para a próxima estação". Contudo, e dado que ainda há produto em stock, a Nordstrom vai continuar a vender até que o inventário chegue ao fim.

Reagindo a esta decisão da Nordstrom, Trump utilizou o Twitter para criticar a forma com a sua filha foi tratada pela retalhista. "A minha filha foi tratada tão injustamente pela Nordstrom. Ela é uma óptima pessoa – sempre a impulsionar-me para fazer a coisa certa! Terrível!", escreveu na rede social.


 

Ainda que a retalhista aponte que a sua decisão estava relacionada com as fracas vendas da linha Ivanka Trump, o WSJ escreve que a Nordstrom estava a ser alvo de uma campanha de boicote. A campanha, desenvolvida por um grupo de activistas anti-Trump, exigia que a empresa terminasse os seus negócios com o presidente dos EUA e sua família.


As acções da Nordstrom somam 0,77% para 43,11 dólares.

 

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Skizy Há 2 semanas

Trump a sentir na pele um "tiro" semelhante aos que da aos que estão a sua volta quando não atingem objetivos.

pub