Américas Trump compara muro com o México ao de Israel com territórios palestinianos

Trump compara muro com o México ao de Israel com territórios palestinianos

Trump também afirmou que será "um muro em condições", diferente do que existe actualmente em grande parte daquele do traçado da fronteira entre o México e os Estados Unidos.
Trump compara muro com o México ao de Israel com territórios palestinianos
Reuters
Lusa 27 de janeiro de 2017 às 07:08
O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comparou na quinta-feira, o muro que quer construir na fronteira com o México ao que Israel ergueu para separar os territórios palestinianos com a intenção de evitar ataques.

"O muro é necessário porque o povo quer protecção e o muro protege. Basta perguntar a Israel. Tinham um absoluto desastre atravessando para o outro lado", afirmou Trump, numa conversa com um apresentador do canal conservador Fox News.

Trump comparou assim o muro israelita -- criticado por isolar populações palestinianas -- com o seu projecto de erguer uma barreira física com o México, terceiro parceiro comercial dos Estados Unidos que Donald Trump acusou de não fazer o suficiente para lutar contra a imigração ilegal ou o tráfico de droga.

O Presidente dos Estados Unidos garantiu que o muro israelita detém "99,9%" das travessias não autorizadas e que esse é o seu objectivo para a barreira com o México.

Trump também afirmou que será "um muro em condições", diferente do que existe actualmente em grande parte daquele do traçado da fronteira entre o México e os Estados Unidos.

Donald Trump assinou na quarta-feira um decreto para o início da construção de um muro ao longo da fronteira entre os Estados Unidos e o México - que tem uma extensão total de cerca de 3.000 quilómetros - para travar a entrada de imigrantes ilegais no território norte-americano, dando o primeiro passo para concretizar uma das mais polémicas promessas da sua campanha eleitoral para as presidenciais.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 27.01.2017

Graças ao OO7 já percebi as vantagens do muro ... se vai acabar com a entrada de droga nos EUA, de ilegais e criminosos também estou de acordo com o muro ... mesmo que venha a ser pago pelos americanos que pagam impostos ...

00SEVEN 27.01.2017

Não percebo porque é que se levanta tanta celeuma por causa de um muro para demarcar uma fronteira que é uma porta aberta para a entrada de droga, ilegais e criminosos num país!
Nos tempos que correm há 65 países com muros como protecção de fronteira.
Até em Belfast existem e dão-lhes o nome de "Piece Lines".
Marrocos, Hungria, Macedónia, Grécia, India e por aí fora.
E para aqueles que acham que os muros de protecção são isolacionistas aconselho-os a viajarem por Portugal fora para verem quem é que tem mais muros a vedar as casas.
São praticamente centenas de milhares de casas rodeadas de muros altíssimos para ninguém ver o que se passa lá dentro.
Aqui à minha volta há casas com muros de 5 e mais metros de altura com vidros espetados ao longo dos muros etc.
Porquê tanta admiração se Trump quer construir um muro em certas zonas da fronteira com o México para evitar a entrada de droga e criminosos nos EUA?
Em Portugal não se fazem rusgas para apanhar ilegais em casas de alterne etc.?

pub
pub
pub
pub