Economia Trump corta 3,6 biliões de dólares na despesa a 10 anos

Trump corta 3,6 biliões de dólares na despesa a 10 anos

Donald Trump confirma as suas pretensões: cortar na ajuda aos americanos com baixos rendimentos e reforçar os gastos militares. A proposta para o Orçamento Federal do ano fiscal de 2018, que começa em Outubro deste ano, já foi apresentada.
Trump corta 3,6 biliões de dólares na despesa a 10 anos
Reuters
Carla Pedro 23 de maio de 2017 às 20:37

É um "orçamento austero", como lhe chama a Bloomberg. Na proposta de Orçamento Federal apresentada esta terça-feira, 23 de Maio, é visado um corte de 3,6 biliões de dólares nos gastos públicos - faseado ao longo da próxima década.

 

Nesta proposta, tal como tem vindo a ser revelado pela Administração Trump, está prevista uma forte redução do Orçamento destinado a programas de ajuda alimentar e cuidados de saúde para os mais pobres. Em simultâneo, o ramo militar vê-se com mais dinheiro.

 

Os Republicanos, que controlam o Congresso – formado pela Câmara dos Representantes e pelo Senado – decidirão até onde poderão ir determinados cortes politicamente sensíveis.

 

Ainda assim, esta proposta, nesta sua forma actual, dificilmente será aprovada, sublinha a Bloomberg.

 

Apesar de não se esperar que tenha luz verde no Capitólio – a "casa" que alberga o Congresso –, a proposta está finalmente clarificada, já que coloca números reais ao tipo de Orçamento que Trump pretende, acrescenta a agência noticiosa.

 

E não há surpresas: o Orçamento defendido pelo presidente reduz fortememte a ajuda governamental aos americanos com rendimentos mais baixos.

 

A 27 de Fevereiro começaram a ser conhecidos alguns pormenores da proposta de orçamento que o presidente norte-americano Donald Trump pretendia enviar para os departamentos federais do país. Nessa altura, a pretensão era dar mais 54 mil milhões de dólares ao Pentágono e cortar 30% no Departamento de Estado.

 

Ou seja, a Casa Branca foi ao encontro do prometido aumento de Trump nos gastos com a defesa, financiado em parte através de cortes no dinheiro destinado ao Departamento de Estado, Agência de Protecção Ambiental e outros programas não ligados à Defesa.

 

Alguns especialistas em Defesa questionaram de imediato a necessidade de um substancial aumento dos gastos a nível militar, uma vez que esse departamento já conta com 600 mil milhões de dólares por ano – ao passo que o país destina anualmente cerca de 50 mil milhões de dólares ao Departamento de Estado e ajuda externa, referia a Reuters.

Mais tarde, a 16 de Março, foi apresentada a proposta de Orçamento ainda não revista e completa, onde Trump reiterava a intenção de propor cortes drásticos na ajuda do país ao estrangeiro e a programas ambientais, dando particular peso à Defesa.

 

Ontem, 22 de Maio, foi avançado pela Bloomberg que Trump planeava propor cortes na ordem dos 1,7 biliões de dólares na despesa com programas sociais para americanos com baixos rendimentos. O objectivo ter o Orçamento equilibrado dentro de uma década.

 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 24.05.2017

A maior parte desse corte vai ser compensado com a criacao de muito mais, e melhores empregos; portanto so' nao gosta quem nao quer trabalhar; os fracos tem sempre proteccao.

Mr.Tuga 24.05.2017

O verdadeiro TROGLODITA!

Anónimo 24.05.2017

"está prevista uma forte redução do Orçamento destinado a programas de ajuda alimentar e cuidados de saúde para os mais pobres."
O PSD/CDS deve protestar, porque o Tramp plagiou o governo do Passos Coelho

batedor de palmas 23.05.2017

Muito bem! Apoiado! O nosso Trump finalmente a fazer algo por nós! Tirar aos pedintes e apoiados para nos encher as algibeiras e os nossos bancos! Foi para isso que o elegemos.!Pobre e negro" é gente fraca! Porque não nos livramo deles no Pacífico? Também serve fazer armas para os manter sossegados

pub
pub
pub
pub