Mundo Trump defende que a tortura funciona. “Temos de combater fogo com fogo”

Trump defende que a tortura funciona. “Temos de combater fogo com fogo”

O presidente dos Estados Unidos defendeu em entrevista uma técnica de tortura. "É preciso combater fogo com fogo", disse Trump, que vai decidir com a sua equipa que métodos utilizará.
Trump defende que a tortura funciona. “Temos de combater fogo com fogo”
Jonathan Ernst/Reuters
Catarina Almeida Pereira 26 de janeiro de 2017 às 13:49

Chama-se "afogamento simulado" e consiste em deitar uma pessoa de costas, com a cabeça inclinada para trás, lançando água para a cara e para as vias respiratórias. A técnica de tortura foi defendida pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, numa entrevista em que defendeu que é preciso "combater fogo com fogo".

Questionado pela estação de televisão ABC sobre se vai aplicar as chamadas técnicas de "afogamento simulado" ("waterbording") e "uma série de coisas piores", como tinha admitido em debates anteriores, Donald Trump defendeu que a técnica funciona, admitindo que o possa vir a fazer.

"Quando estão a cortar as cabeças dos nossos e de outras pessoas, quando cortam as cabeças de pessoas porque são cristãos no Médio Oriente, quando o ISIS está a fazer coisas sobre as quais ninguém ouvia falar desde os tempos medievais, o que penso mesmo sobe afogamento simulado [waterbording]? No que depender de mim temos de combater fogo com fogo", respondeu.

O presidente dos Estados Unidos afirmou depois que vai falar sobre o assunto com Mike Pompeu, director da CIA, e James Mattis, secretário de Defesa, sugerindo que a decisão será dos dois responsáveis.

"Mas falei há 24 horas com pessoas do mais alto nível dos serviços secretos e perguntei-lhes: a tortura funciona? E a resposta foi: sim, sem dúvida", acrescentou.

Mas agora que é presidente? "Eu não quero ninguém a decapitar cabeças no Médio Oriente, ok? [Só] porque são cristãos ou muçulmanos ou outra coisa qualquer".

O presidente dos Estados Unidos disse que confiará na sua equipa para decidir o que fazer, desde que seja "legal", ainda que tenha deixado implícito um lamento sobre as diferentes práticas nos diferentes países. "Mas se acho que funciona? Sem dúvida."




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Este vai acabar tão mal 26.01.2017

Não chegas ao fim do ano, matem este cabrão.

Pedro Matias 26.01.2017

Claro que funciona! Não pias? não que não pias! lol

Anónimo 26.01.2017

Existem outras praticas da idade média que também funcionam bem, por exemplo a escravatura, a monarquia etc.

pub
pub
pub
pub