Mundo Trump deixa os negócios para se concentrar na presidência

Trump deixa os negócios para se concentrar na presidência

"A presidência é uma tarefa bem mais importante", afirmou Donald Trump que assim explicou a decisão de abandonar a sua actividade empresarial para se concentrar na governação do país por forma a tornar a "América grande outra vez".
Trump deixa os negócios para se concentrar na presidência
Reuters
David Santiago 30 de Novembro de 2016 às 12:57

O presidente eleito dos Estados Unidos anunciou esta quarta-feira, 30 de Novembro, que irá deixar todas as suas actividades empresariais para se concentrar na governação do país. Uma vez mais Donald Trump recorreu à rede social Twitter para explicar que vai deixar as suas empresas para se "focar em governar o país e fazer a América grande outra vez".

 

Em quatro tweets Trump explicou que apesar de não estar obrigado pela lei a deixar os seus negócios, considera ser "visualmente importante que enquanto presidente" não existam quaisquer "conflitos de interesses com os meus vários negócios".

 

Trump referiu que no próximo dia 15 de Dezembro irá anunciar, acompanhado pelos seus filhos, os contornos da decisão de "abandonar por completo" todas as suas actividades empresariais para se concentrar na presidência que "é uma tarefa bem mais importante".

 

A longa lista de negócios detidos pelo magnata nova-iorquino vinha sendo apontada como uma fragilidade de Donald Trump, por se considerar que as decisões do futuro presidente dos Estados Unidos poderiam ser condicionadas pela sua rede empresarial. Durante a campanha eleitoral Trump já anunciara que se fosse eleito para a Casa Branca iria deixar os negócios nas mãos dos seus filhos. Contudo, apesar desta garantia os críticos do multimilionário consideram que Trump poderá utilizar a presidência para implementar legislação favorável às suas empresas.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Criador de Touros Há 3 dias

O ideal é que saia melhor que a encomenda...

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub