Economia Trump devolve ameaça ao presidente do Irão: haverá "consequências" sem paralelo histórico

Trump devolve ameaça ao presidente do Irão: haverá "consequências" sem paralelo histórico

Trump ripostou às ameaças do presidente do Irão com um novo aviso. Prometeu "consequências" inéditas e cautela, contribuindo para um agudizar das relações entre os dois países.
Trump devolve ameaça ao presidente do Irão: haverá "consequências" sem paralelo histórico
EPA
Ana Batalha Oliveira 23 de julho de 2018 às 08:01
O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, respondeu através do Twitter às ameaças do presidente iraniano, horas depois de este as anunciar. Ripostou prometendo "consequências" sem paralelo histórico. 

Na integra, foi este o aviso deixado por Trump: "Presidente Rouhani: Nunca, nunca ameacem os EUA outra vez ou sofrerão as consequências, tal como poucos na história já sofreram. Já não somos um país que vai aceitar as vossas palavras dementes de violência e morte. Seja cauteloso!".


Os mercados reagiram rapidamente ao crescendo de tensão entre os dois países. As cotações do barril de Brent, referência para a Europa, estão a cair 0,21% para os 72,92 dólares, mas já desceram mais de 0,5% para os 72,70 dólares.

As palavras do líder dos EUA surgem depois do presidente iraniano ter reagido à imposição de sanções da parte da maior economia do mundo, numa altura em que Washington ameaça penalizar os parceiros comerciais do Irão se, até Novembro, não eliminarem as importações de petróleo deste país.

No seu discurso, Rouhani avisou: "não estamos a combater ou em guerra com nenhum país, mas os inimigos têm de perceber claramente que uma guerra com o Irão será a mãe de todas as guerras e da mesma forma a paz com o Irão é a mãe de todos os estados de paz". O presidente iraniano avançou ainda que vai reforçar as relações com vizinhos como a Arábia Saudita.




pub