Américas Trump diz que NATO está obsoleta e que UE vai perder mais membros

Trump diz que NATO está obsoleta e que UE vai perder mais membros

O presidente eleito dos EUA diz que a União Europeia é um instrumento controlado pela Alemanha para desafiar comercialmente os EUA e afirma que a Aliança Atlântica falhou no combate ao terrorismo.
Trump diz que NATO está obsoleta e que UE vai perder mais membros
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 15 de janeiro de 2017 às 22:48
Donald Trump considera que a Aliança Atlântica - de que Portugal é um dos membros fundadores - é uma organização "obsoleta" que não conseguiu lidar com o terrorismo e prevê que, depois da saída do Reino Unido da União Europeia, outros países sigam as pisadas de Londres e saiam da família dos (ainda) 28.

"[A NATO] é obsoleta, primeiro porque foi desenhada há muitos, muitos anos. (...) Depois, os países [membros] não estão a pagar o que deviam," afirmou o presidente eleito dos Estados Unidos este domingo, 15 de Janeiro, numa entrevista ao jornal alemão Bild, citada pela Bloomberg, e ao The Times of London, citado pela Reuters.

"Dito isto, a NATO é muito importante para mim. Há cinco países que estão a pagar o que é suposto. Cinco. Não é muito," concretizou em declarações reproduzidas pela Reuters.

Trump aproveitou ainda a entrevista para deixar várias farpas à Alemanha, considerando que a política de abrir portas e acolher refugiados inicialmente posta em prática pelo governo da chanceler Angela Merkel foi um "erro catastrófico" que deixou entrar "todos esses ilegais no país."

Acusou ainda os germânicos de usarem a União Europeia como instrumento de domínio para derrotar comercialmente os EUA. E, no capítulo comercial, deixa avisos a um dos maiores construtores automóveis alemães, a BMW, prometendo aumentar para 35% as tarifas de importação de produtos caso a marca construa, como previsto, uma fábrica no México, em San Luis Potosí. Construir esses carros em território norte-americano, considerou, seria "muito melhor" para a empresa.

"O Brexit vai acabar por ser um grande feito" 

O empresário que se tornará efectivamente no 45.º presidente dos EUA na sexta-feira elogiou os britânicos pela decisão tomada a 23 de Junho do ano passado no referendo que determinou a saída do Reino Unido da União Europeia, defendendo que os países querem a sua identidade e não que venha alguém de fora e "a destrua." 

"O Brexit vai acabar por ser um grande feito," classificou, e manifestou ainda vontade de ter um acordo comercial com o Reino Unido, prometendo uma reunião com a primeira-ministra britânica, Theresa May, assim que tomar posse.

"Se me perguntar, mais países vão sair [da União Europeia]", afirmou nas declarações reveladas pelo Bild desta entrevista, conduzida em inglês e traduzida para alemão. Já quem visitar os EUA nos próximos tempos deve preparar-se para um controlo de segurança mais apertado, incluindo mesmo alguns cidadãos europeus, cuja nacionalidade não específicou.

Trump considerou ainda que a decisão de invadir o Iraque, tomada pelo seu antecessor, o republicano George W. Bush, pode ter sido a pior da história dos EUA e diz que vai usar as sanções aplicadas contra a Rússia por causa da anexação da Crimeia como dissuasor da capacidade nuclear de Moscovo. 

O futuro presidente norte-americano afirmou que pensa continuar a usar a rede social Twitter - onde, desde que foi eleito, continua a colocar comentários e a alimentar polémica - para ter uma ligação directa com os cidadãos e ser uma alternativa à imprensa. E revelou ter indicado o genro, Jared Kushner, como negociador de um acordo de paz para o Médio Oriente. 

(Notícia actualizada às 23:11 com mais informações)



A sua opinião30
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Adierson Filho 15.01.2017

Não falou nenhuma mentira...

comentários mais recentes
Anónimo 17.01.2017

O Trump diz o que todos pensam, mas que não têm coragem de dizer ! Até que enfim que aparece um chefe de estado que põe os alemães a "cagar em fio" ! Os britânicos já o tinham feito, mas não têm a dimensão dos EUA ! Gostei !

Anónimo 16.01.2017

A NATO está obsoleta? que espanto isso é rigorosamente verdade. Como obsoleto estão as forças armadas portuguesas. Estas só servem para uns quantos (desde sargentos a oficiais e generais) que não fazem e esgotam os recursos financeiros deste desgraçado país.

Eduardo Melo 16.01.2017

vai ser uma enorme dor de cabeça para o Mundo...... alguns dos americanos acreditam no reforço dos EUA, pessoalmente acredito que o Partido Republicano tinha pessoas melhores para PR

dividir_pra_reinar 16.01.2017

A Europa unida é uma ameaça para o poderio comercial Americano...
E seria uma ameaça para as intenções da Russia anexar os antigos territories da URSS

Tá visto que os amiguinhos Trump e Putin estão a fazer trabalho de equipa !

Nuvens negras no horizonte Europeu...

ver mais comentários
pub