Política Trump favorável a que filho explique no Congresso reunião com advogada russa

Trump favorável a que filho explique no Congresso reunião com advogada russa

O Presidente norte-americano garantiu esta quinta-feira que desconhece que a reunião do seu filho com uma advogada ligada ao Kremlin tenha sido sobre a sua rival Hillary Clinton, mostrando-se favorável a que Donald Junior testemunhe diante do Congresso.
Trump favorável a que filho explique no Congresso reunião com advogada russa
Lusa 13 de julho de 2017 às 23:58

Em declarações feitas na quarta-feira por Donald Trump durante o voo até Paris para celebrar o dia da tomada da Bastilha, hoje divulgadas pela Casa Branca, o chefe da Casa Branca disse ser a favor de o filho ir explicar a reunião com a advogada russa Natalia Veselnitskaya ao Congresso, "se for isso o que quer" a câmara, que está a investigar a alegada intervenção da Rússia nas eleições de 2016.

 

A polémica sobre as intenções do governo russo de interferir nas eleições presidenciais norte-americanas e de penalizar os resultados da democrata Hillary Clinton intensificou-se depois de se saber este fim-de-semana que Donal Trump Jr. se reuniu em Junho do ano passado com uma advogada vinculada ao Kremlin.

 

Na preparação da reunião, um publicitário relacionado com os Trump informou-os de que a advogada teria segredos a revelar-lhes sobre Clinton que tinham sido recolhidos pelo governo russo para ajudar Donald Trump a chegar à presidência dos Estados Unidos da América.

 

Nas declarações que foram hoje tornadas públicas, o Presidente norte-americano disse desconhecer que a reunião tenha sido sobre informação para atacar Hillary Clinton, o que teria sido contra as leis eleitorais e devia ter sido comunicado ao FBI. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub