Américas Trump vai pagar 25 milhões para encerrar caso judicial da Trump University

Trump vai pagar 25 milhões para encerrar caso judicial da Trump University

A queixa de dezenas de antigos alunos dos cursos de imobiliário da instituição que leva o nome de Trump ameaça chegar a tribunal no final do mês. O presidente eleito dos EUA tenta fechar o processo antes disso, avança o FT.
Trump vai pagar 25 milhões para encerrar caso judicial da Trump University
Jonathan Ernst/Reuters
Paulo Zacarias Gomes 18 de Novembro de 2016 às 16:51

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, concordou em chegar a um acordo com as autoridades judiciais norte-americanas para encerrar dezenas de processos em que é acusado de ter conduzido um esquema fraudulento na instituição de educação com o seu nome.

De acordo com o New York Times, Trump acordou pagar 25 milhões de dólares (23,2 milhões de euros à cotação actual) ao queixosos para fechar o caso contra si e um responsável do The Trump Entrepreneur Institute (antiga Trump University). 

O presidente eleito foi processado em 2013, tal como o antigo líder da escola, Michael Sexton, por alegadamente terem enganado cinco mil estudantes, provocando prejuízos de 37,8 milhões de euros.

Antigos alunos da instituição acusaram a Trump University de os ter deliberadamente enganado quanto às matérias que iriam ser leccionadas no estabelecimento que ministrava cursos de imobiliário, bem como à escolha dos professores, que alegadamente deveria ser feita pelo próprio Trump.

Se o acordo for aprovado, porá fim ao processo, evitando que chegue a tribunal a 28 de Novembro, como estava previsto. Trump e as suas empresas, sublinhe-se, negaram sempre qualquer comportamento errado.

Além do caso da Trump University, o procurador-geral Eric Schneiderman investiga suspeitas de ilegalidades no estabelecimento da fundação com o nome de Trump. Esta investigação foi fortemente criticada por Trump enquanto candidato presidencial, que acusou Schneiderman de motivações políticas, uma vez que era apoiante da democrata Hillary Clinton.

(notícia actualizada às 21:58 com o acordo fechado)




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
alberto.sousa.18007218 Há 2 semanas

AFINAL, NA USA A JUSTIÇA TAMBÉM É FORTE COM OS FRACOS, E FRACA COM OS FORTES.
NOVA ORDEM MUNDIAL, É PRECISO URGENTE.

alberto.sousa.18007218 Há 2 semanas

E AMERICANOS TÃO LORPAS COMO QUALQUER OUTRO POVO, DEIXAM-SE LEVAR NA ONDA, E O PRESIDENTE PATINHAS AGRADECE, VOCIFERANDO BABOSEIRAS, E LAVAGENS AO CEREBRO, ULTRA-EXTREMISTAS. E NINGUEM O LEVA PRESO.
MUNDO PARA ONDE CAMINHAS?
NOVA ORDEM MUNDIAL, É PRECISA URGENTE.

pub
pub
pub
pub