Política Trump prepara caminho para dar cidadania a 1,8 milhões de sonhadores

Trump prepara caminho para dar cidadania a 1,8 milhões de sonhadores

O presidente norte-americano está pronto a assinar um plano que abrirá caminho à cidadania de 1,8 milhões de "dreamers", os jovens imigrantes levados ilegalmente para o país quando eram crianças.
Trump prepara caminho para dar cidadania a 1,8 milhões de sonhadores
Reuters
Carla Pedro 26 de janeiro de 2018 às 00:32

A Casa Branca anunciou esta noite que o presidente dos EUA está pronto a assinar um plano que irá permitir que 1,8 milhões de "sonhadores" – jovens imigrantes indocumentados, que entraram ilegalmente no país quando eram crianças – obterem a cidadania norte-americana.

 

Recorde-se que, na semana passada, foi precisamente um impasse em torno de temas como este que travou um acordo no Senado para o financiamento de curto prazo dos serviços do governo federal, o que fez com que os EUA estivessem em "shutdown" durante três dias.

 

O impasse terminou na segunda-feira, 22 de Janeiro, com a aprovação de um orçamento temporário – até 8 de Fevereiro – que permitiu reabrir os serviços do governo federal. Em troca, os republicanos prometeram aos democratas que iriam continuar a negociar um decreto-lei com vista a proteger os jovens imigrantes da deportação.

 

O chamado programa DACA (Deferred Action for Childhood Arrivals) protegia da deportação os imigrantes ilegais que tivessem entrado nos EUA ainda crianças, mas Donald Trump interrompeu o funcionamento desse mecanismo e é esse programa que os democratas visam retomar.

 

Esta quinta-feira à noite, o senador republicano Tom Cotton, uma voz activa na política da imigração, elogiou Trump pelo seu plano para estes "dreamers" e disse esperar que o Congresso converta esse mesmo plano em legislação.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 26.01.2018

Vitória dos cidadãos e dos Democratas! Derrota do autista Adolfo Trump! Mais uma para juntar às outras...

pub