Américas Trump responde a Merkel: "Isto vai mudar"

Trump responde a Merkel: "Isto vai mudar"

O presidente norte-americano queixou-se esta manhã do défice comercial na relação com a Alemanha e voltou a insistir no subfinanciamento da NATO. É "muito mau para os Estados Unidos," argumentou.
Trump responde a Merkel: "Isto vai mudar"
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 30 de maio de 2017 às 12:32
O presidente norte-americano reagiu esta terça-feira, 30 de Maio, às palavras de domingo da chanceler alemã, quando Angela Merkel sugeriu que, com o Brexit e a nova administração Trump, era chegada a altura de a Europa lutar "pelo seu próprio destino" e não "depender completamente" dos aliados britânico e norte-americano.

"Temos um défice comercial GIGANTE com a Alemanha, além de que eles pagam MUITO MENOS do que deviam na NATO & defesa. Muito mau para os Estados Unidos. Isto vai mudar," prometeu Donald Trump numa mensagem colocada no Twitter esta manhã, sem concretizar as consequências deste aviso.
"O tempo em que podíamos depender completamente dos outros já passou. Tive essa experiência nos últimos dias", tinha afirmado este domingo Angela Merkel, numa acção de campanha em Munique, horas depois de terminado o encontro do G7 e a cimeira da NATO que marcou a estreia de Donald Trump nestas reuniões internacionais. 

Ontem, Merkel não recuou nas reservas que diz ter quanto ao empenho dos EUA nos compromissos internacionais com a Europa, mas afirmou-se uma "transatlantista convicta". E já hoje, minutos antes do "tweet" de Trump, a chanceler tinha-se referido, após um encontro com o primeiro-ministro indiano, que a relação da Europa com a Índia "é de grande importância e de forma nenhuma dirigida contra outras relações e certamente não contra os laços trans-atlênticos, que têm sido muito importantes para nós e assim permanecerão no futuro." 

As palavras de Trump repetem as deixadas na reunião magna da Aliança Atlântica, durante a qual o presidente norte-americano insistiu na tónica do financiamento desequilibrado entre os membros da Nato, reclamando que os restantes países paguem o que devem e gastem mais em defesa.

Também a cimeira do G7 ficou marcada por reparos do inquilino da Casa Branca à Alemanha, que considerou perante o presidente do conselho europeu Donald Tusk e o líder da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que os alemães são "maus, muito maus".

"Vejam os milhares de automóveis que vendem nos Estados Unidos. Vamos pará-los", terá dito Trump, segundo o "Der Spiegel", em novas críticas do presidente contra a indústria automóvel alemã.

Já o adversário da chanceler alemã nas eleições federais de Setembro próximo, Martin Schulz, apelidou esta terça-feira Trump de ser o "destruidor de todos os valores ocidentais", acrescentando que alguém tem de se opôr a "um homem com esta ideologia de rearmamento.

(Notícia actualizada às 15:03 com mais informação; substituída referência ao presidente indiano por primeiro-ministro indiano)

A sua opinião30
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas

Não culpem o Trump. Culpem o povo americano. Eles são exactamente assim... (em grande maioria).
O Trump só está a fazer o que prometeu e lhe deu os votos .... se os Americanos são um povo estúpido. ... isso seria um tópico de anos de discussão. .. :)
Ele foi eleito. Não se esqueçam

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

AHH..a merkel queria depender completamente dos outros
pois..pois
os EUA gastaram milhares de milhões,ou triliões,a defender a alemanha ocidental (A VERDADEIRAMENTE DEMOCRÁTICA...) da URSS abriram o seu supermercado aos produtos alemães para lhes dar poder, e a merkel responde assim!
vai sofrer

Anónimo Há 3 semanas

Ao ler todos os comentarios , cheguei a' concluzao que; de certa morte Luiz duma pilota e' que livrou.

Anónimo Há 3 semanas

Não culpem o Trump. Culpem o povo americano. Eles são exactamente assim... (em grande maioria).
O Trump só está a fazer o que prometeu e lhe deu os votos .... se os Americanos são um povo estúpido. ... isso seria um tópico de anos de discussão. .. :)
Ele foi eleito. Não se esqueçam

Jorge Silva Há 3 semanas

"Carros no Mexico por uma tortilha" e os Americanos é telemóveis (e não só) por uma tigela de arroz (apple). Leiteira secou? Olha mas é para o défice dos U.S.A. e ficas a entender melhor o comportamento desesperado do Trump. Em relação a Nato (2%)...ele quer é que se compre armamento UE e não EU.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub